valente

segunda-feira, 03 de janeiro de 2011 11:13

Câmara de Valente: Vado é empossado para o biênio 2011/2012

O prefeito Ubaldino Amaral chamou a atenção do novo presidente para o tamanho da responsabilidade.

Com o salão do plenário da Câmara de Vereadores cheio de pessoas de diversas comunidades e bairros e na presença de autoridades políticas e religiosas do município, tomaram posse – para o biênio 2011-2012 – na manhã de sábado (1) os novos vereadores membros da Mesa: Vado presidente, Gabriel primeiro-secretário, Agnaldo segundo-secretário e Zé de Zeli vice-presidente.

Participaram da solenidade o ex-prefeito Nenezinho, o prefeito Ubaldino Amaral e seu secretariado, representantes de outras casas legislativas. Não compareceram os representantes do Poder Judiciário, do Ministério Público e das Polícias Militar e Civil, o vice-prefeito Eduardo Cedraz e o vereador Regi Mota.

Responsáveis por darem as bênçãos aos empossados, os representantes das Igrejas Católica (padres Hipólito, Genivaldo e Jerônimo) e Evangélica (Pr. André Luiz da Quadrangular e Pr. Ezequiel Bandeira da Assembléia de Deus) fizeram questão de recomendar à nova Mesa a necessidade de respeito às leis constitucional e infraconstitucionais, com forte investimento no diálogo e respeito às forças políticas da Casa, tendo sempre Deus como referência maior.

Depois dos agradecimentos, o presidente empossado, vereador Vado (PR), afirmou que “fará uma administração com muita seriedade e responsabilidade e espera poder contar com o apoio dos ex-presidentes, com a experiência que adquiriram”.

Noutros momentos políticos, a composição da Mesa sempre contou com uma composição dos parlamentares da situação, diretamente vinculados ao Poder Executivo. Para a nova gestão, um caso  atípico na composição política: três vereadores eleitos na oposição – Agnaldo (PT), Zé de Zeli e Gabriel (PMDB). No parágrafo 2° do artigo 22 do Regimento Interno da Câmara de Vereadores de Valente, “as decisões da Mesa serão tomadas por maioria de seus membros e lavradas em livro de atas próprio”. Efetivamente isso significa a possibilidade de uma gestão colegiada, com as definições políticas tendo um caráter mais coletivo, porque partilhada por todos os quatro gestores.

A gestão 2009-2010 do vereador Toninho de Kid (PSC) foi bastante lembrada por todos que fizeram uso da palavra, como sendo exemplar no cumprimento às leis, no respeito e diálogo com os pares, na relação política com os demais poderes públicos locais, no trato com os servidores. Não se chega à presidência de uma Casa política tão importante como a câmara de vereadores sem a ajuda e o trabalho de muitas pessoas. “Agradeço a minha família, ao prefeito Ubaldino, aos colegas vereadores e aos funcionários da Casa pelo apoio recebido durante esses dois anos”, assinalou o ex-presidente Toninho de Kid.

Temendo o descumprimento às exigências formais que a condição de gestor púbico impõe, coube ao próprio padrinho político do vereador Vado – o prefeito Ubaldino Amaral, chamar a atenção de todos, com um apelo desesperado. “São duas coisas diferentes. Ser apenas um vereador ou ser um gestor público. Agora será necessário agir com os pés muito fincados no chão”, finalizou desejando boa sorte.

Escolhida para falar em nome dos vereadores, depois da fala de algumas autoridades, a vereadora Leninha (PT) fez um discurso breve, apontando “a necessidade de continuidade do trabalho realizado pelo Poder Legislativo, com a elaboração de um planejamento estratégico que estabeleça as prioridades para o biênio (2011-2012). Mas também chamou à atenção para o tamanho da responsabilidade política dos colegas da oposição à frente da Mesa”, assinalou.

Da redação



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.