fatos-policiais

quinta-feira, 06 de janeiro de 2011 11:28

Presa mulher que dopou casal para raptar criança em Feira

Assunto ganhou grande repercussão, até a polícia de Coité montou barreira na pista, pois foi informada da possibilidade de que a mulher estaria vindo em direção a região sisaleira

Através de denúncia anônima a guarnição Lobo 79 da Polícia Militar, comandada pelo soldado Fábio prendeu na noite de quarta-feira (5), Juciara Rodrigues Miranda dos Santos (foto), 30 anos, residente na Rua Rio Grande do Norte, bairro Queimadinha. Ela é acusada de ter roubado uma criança recém-nascida, filha do casal Cremilda Conceição do Amor Divino Santana, 30 anos e Gilmar Cerqueira Santana, 56 anos, que mora no município de Santo Estêvão.

Juciara foi presa no bairro Mangabeira e disse estar arrependida do que fez. “Queria levar ela para criar”, disse a raptora. “Queria mostrar para meu marido para manter o nosso casamento”, alegou Juciara.

A acusada disse ter roubado o bebê para tentar manter um relacionamento pois perdeu uma criança e queria substituí-la. Juciara contou que após ganhar a confiança do casal, o dopou com um suco temperado com um tranquilizante. Em seguida, levou a criança até uma pousada, onde a alimentou e depois, dizendo estar arrependida, foi procurar uma amiga para devolvê-la.

Juciara Rodrigues Miranda dos Santos será transferida para o Presídio Regional de Feira de Santana onde responderá por rapto.

O SEQUESTRO

O casal Cremilda Conceição do Amor Divino Santana, 30 anos e Gilmar Cerqueira Santana, 56 anos, natural de Santo Estevão, teve sua filha recém-nascida roubada no Hotel Londrina, em Feira de Santana. Cremilda deu à luz uma menina no último domingo, no Hospital da Mulher, onde conheceu a acusada.

“Ela (Cremilda) estava ainda internada quando apareceu uma mulher magra, alta e de cabelos longos dizendo ser da Igreja Testemunhas de Jeová e ofereceu ajuda. Minha mulher, sem a conhecer, aceitou”, disse o marido.

Na manhã desta quarta-feira (05), quando Cremilda recebeu alta, a acusada prometeu levar o casal e a criança para Santo Estêvão, onde eles moram. “A acusada, que se apresentou com o nome falso de Jucimara Rodrigues Miranda, nos colocou num taxi, dizendo que nos levaria para casa, mas que teria que passar no hotel, onde a gente descansaria, antes de seguir viagem. Eu e minha esposa, inocentes, tomamos um copo de suco de umbu. Cremilda dormiu logo”.

” Eu senti sonolência e disse isso a Jucimara. Ela, então, mandou que eu descesse e fosse comer alguma coisa numa lanchonete vizinha ao hotel. Quando retornei ao quarto do hotel, ele estava trancado. Tive que pedir ajuda na recepção. Quando a porta foi aberta, só encontrei a minha esposa dormindo. A nossa filha não estava mais lá”, relatou Gilmar.

O casal foi encaminhado para o Hospital Geral Clériston Andrade, onde foi medicado e mantido em observação. “Cremilda permanece dormindo há mais de seis horas. Acredito que ela foi vítima do golpe ‘Boa Noite Cinderela’, pois demonstra os seguintes sintomas: sonolência, corpo mole, tontura e dor de cabeça”, explicou uma enfermeira do HGCA.

Fonte: Central de Polícia, com informações de Denivaldo Costa



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.