esporte

segunda-feira, 07 de março de 2011 21:27

Com estádio reformado foi dado o ponta pé inicial do Campeonato Valentense 2011

O prefeito Ubaldino Amaral no centro do gramado deu a largada. 12 clubes da sede e zona rural disputarão o titulo.

Prefeito Ubaldino toca para o jogador do Bahia para simbolizar a abertura do campeonato

A prefeitura de Valente entregou na manhã de domingo (06), num ato considerado histórico pelos desportistas do município, o Estádio Evandro Mota Araújo, “Evandrão”, totalmente reformado. A festa esportiva começou cedo, com a chegada dos jogadores das 12 equipes que vão disputar o Campeonato Valentense, ao chegarem se concentraram em frente ao Estádio e puderam perceber as mudanças com calçamento e área para estacionamento. “Ficou muito bom, pois o estádio é uma referência para nossa cidade. Um cartão postal”, falou Ana Mota, natural de Valente e residente em Salvador que aproveitou o feriado de carnaval para visitar os parentes e participou da inauguração.

Canteiro e calçamento deixaram estacionamento mais organizado

Além da frente do estádio, também foi pavimentada a área interna de acesso, foi construída uma cisterna com capacidade para cem mil litros d’água e foi colocada a disposição da Liga Desportista Valentense (LDV) um caminhão-pipa para manutenção do gramado. Segundo o professor Manoel Carlos Ferreira, “Carlinhos”, presidente da LDV, a prefeitura concretizou um grande sonho dos atletas do município, que foi o gramado de qualidade do campo de jogo, uma área de 105 x 68 metros. “Foram investidos mais de R$ 300 mil nesta reforma. Construímos dois bancos de reservas, colocamos mais dois refletores em cada poste, totalizando 24 luminárias, dando uma melhor visibilidade nas atividades noturnas. Foram colocadas vidros de proteção e ventiladores nas cabines de rádios. Aumentamos a altura dos muros e estamos fazendo o almoxarifado e transformando os quatros vestiários em dois, para obter maior espaço”, contou Carlinhos.

Ubaldino, Marlene, Lúcia e Isabela

Ato de inauguração – O prefeito Ubaldino Amaral (PSC) chegou ao estádio acompanhado da esposa Lúcia Amaral e pelas senhoras Marlene e Isabela Rios Mota, viúva e filha do líder político Evandro Mota que faleceu no ano passado. Dona Marlene se emocionou e chorou com a homenagem prestada ao seu marido. “Estou de fato surpreendida com a obra. Peço apenas que os jogadores zelem, pois a Prefeitura esta fazendo sua parte e eles devem fazer a deles”, pediu a viúva.

Se depender do gramado e da iluminação não deixará de ter grandes espetáculos

Nos quarenta anos de existência do Evandrão, está foi à maior reforma. Com a criação da LDV em 06 de novembro 1963, o empresário Evandro Mota doou parte do terreno em 1962 e o restante, para ampliação em 1969 e em 1970 foram construídos os muros numa dimensão de 140 x 130 metros, na gestão do então prefeito Reinaldo Ramos. Na gestão de João José, “Nenenzinho”, foram instalados os refletores. “Todos os prefeitos que passaram por aqui (referindo-se a gestão municipal), fizeram alguma coisa aqui no Estádio”, relatou Timóteo Almeida, ex-presidente da LDV. Almeida lembrou que antes, os jogos eram realizados em uma área aberta no jardim central próximo a caixa d’água.

Depois de descerramento a placa e pousar para a foto oficial com os vereadores, secretários, membros da família Mota, o prefeito Ubaldino Amaral percorreu as instalações do Estádio e, já na área do gramado, entregou um kit esportivo para cada time, contendo duas bolas e 15 chuteiras. Para Ubaldino, a reforma do Estádio foi um desafio muito grande e que ao longo do tempo vinha sendo criticado pela imprensa por causa da situação em que a praça esportiva se encontrava e há dois anos não acontecia o tradicional campeonato Valentense. Ele lembrou que as obras começaram em abril de 2010 e citou o exemplo do trabalho realizado para implantação do gramado. “Foram trinta caminhões bi-trem carregados de placas da grama, houve todo um preparo do solo, contratamos um agrônomo para acompanhar os trabalhos e com muito esforço, o gramado ficou pronto em setembro. Esta é a maior obra de urbanização já realizada neste Estádio”, afirmou.

Ao lado da primeira dama e do presidente da Liga, Ubaldino faz entrega de kit esportivo

Em seu pronunciamento, o prefeito prometeu fazer o portal da entrada da cidade e destacou a visão municipalista de Evandro Mota, quando doou há quarenta anos um terreno tão bem localizado para construção do Estádio. “Nós investimos aqui R$ 300 mil e todo com recursos próprios”, concluiu o prefeito.

Outros pronunciamentos – Para o bancário IvanIlton Araújo (PSDB), as obras foi uma forma de agradar ao povo, facilitando o reinicio do campeonato, um dos momentos de maior socialização em Valente. O médico e ex-prefeito da comunidade, Gelson Carneiro, lembrou que há vinte e cinco anos deu os primeiros pra reforma do Estádio ex-prefeito.

O secretário de Educação, Marcos Adriano, declarou, na qualidade de boleiro, seu amor pelo esporte e disse do orgulho de esta fazendo parte desde governo. Segundo Adriano, mesmo com estádio paralisado, foram realizados 42 campeonatos no município, sendo que trinta e dois receberam apoio da Prefeitura.

Na oportunidade, o secretário de Esporte Alberto Araújo Ferreira, concedeu entrevista aos repórteres e ficou satisfeito com o resultado da reforma, que coloca o Evandrão novamente como a principal praça de esportes da região Nordeste da Bahia.

Torneio início – Depois da apresentação dos integrantes do Pro jovem Adolescente, um programa do governo federal em parceria com a prefeitura integrada por jovens que são organizados em grupos, denominados coletivos, compostos por no mínimo 15 e no máximo 30 jovens, aconteceu o torneio inicio com 12 jogos, reiniciando o mais tradicional campeonato do município, paralisado há dois anos. O título simbólico ficou com o América sobre o maior rival de Queimada do Curral na grande final do torneio início.

VEJA OUTRAS FOTOS

PRIMEIRA FASE

1º jogo: União (Encruzilhada) 0x1 Bahia (sede)

Gol: Fafá, de cabeça aos 04’’ do 1º tempo

2º jogo: Cruzeiro (Cabochard) 0x0 Flamengo (sede); Penalidades: 1×2

3º jogo: Ponte Preta (sede) 0x1 América (Valilândia)

Gol: Sandro Bel aos 02’’ do segundo tempo

4º jogo: VFC (sede) 0x1 Rio Branco (Santana)

Gol: Paulo Vítor aos 02’’ da etapa inicial

5º jogo: Vitória (sede) 1×3 Tanquinho FC (Tanquinho)

Gols: Ronicley (VIT), Déba 02 vezes e Igor (TAN)

6º jogo: MFC (sede) 0x1 Flamengo (Queimada do Curral)

Gol: Josiel com 01’’ do segundo tempo

SEGUNDA FASE

7º jogo: Bahia 0x0 Flamengo do Juazeiro; Penalidades: 1×2

8º jogo: América 2×0 Rio Branco

Gols: Sandro Bel e Álisson

9º jogo: Tanquinho FC 0x0 Flamengo de Queimada do Curral; Penalidades 4×5

SEMIFINAIS

10º jogo: Flamengo do Juazeiro 0x0 América; Penalidades: 3×4

11º jogo: Flamengo de Queimada do Curral 0x0 Bahia (sorteio); Penalidades 2×0

FINAL

12º jogo: América 1×0 Flamengo de Queimada do Curral

Gol: Sandro Bel aos 09’’ do primeiro tempo

Informações importantes – Sandro Bel mais uma vez foi o iluminado do dia, provando que a sorte joga ao seu lado. Na cobrança de falta que originou o gol do título a bola caprichosamente resvalou na barreira e tirou qualquer chance de defesa do goleiro Hernando. O camisa 9 terminou o torneio como artilheiro, com 03 gols marcados. Em 2008, Sandro marcou o gol do título inédito da Valilândia nos minutos finais contra o União.

Das quatro partidas disputadas o Mecão atuou sem banco de reservas em três. Zé Carijé, Amaral e Ninho Malhador, com outros compromissos, desfalcaram a equipe no restante do torneio. Na base da superação, o time bateu o rubro negro e ficou com o prêmio de R$ 1.500.

O Flamengo poupou seus reforços e trouxe a campo somente a prata da casa, aprovada pela diretoria. Apesar da derrota para o rival, o segundo lugar foi comemorado pelo clube de Queimada do Curral.

A partida que durou apenas trinta minutos teve três jogadores expulsos, dois pelo lado do Flamengo (Edney e Jonas) e o outro pelo lado América (Ivan). No final do espetáculo, a paz reinou entre os dois lados para o bem do esporte.

América: Tchó, Ozemar, Bela, Cabuçú, Alan, Ivan, Ninho, Sávio, Léo, Sandro Bel e Álisson. Técnico Edson

Flamengo: Hernando, Jorge, Edson, Edney, Clodinho, Jonas, Dean, Josiel, Gil, Léo (Gegé), Maradona. Técnico Zé Luiz

PREMIAÇÃO

1º lugar: América – R$ 1.500 e troféu

2º lugar: Flamengo de Queimada do Curral – R$ 750 e troféu

3º lugar: Flamengo do Juazeiro – R$ 500 e troféu

4º lugar: Bahia – R$ 250 e troféu

Por: Valdemí de Assis e Gui Oliveirah / fotos: Marcelo Oliveira



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.