quixabeira

sábado, 26 de março de 2011 12:01

Petista barrado em palanque e helicóptero derruba muro. Veja no “poucas e boas” da visita de Wagner

A equipe do CN acompanhou a comitiva do governador Jaques Wagner (PT), na sua primeira viagem desta segunda gestão, a região nordeste do estado, em especial aos municípios de Capela do Alto Alegre e Quixabeira, no Território do Jacuípe e viu muita coisa que você precisa saber.

Helicóptero derruba muro do estádio em Quixabeira

Diante do entusiasmo da segunda visita de Wagner ao município como governador do Estado e o barulho do helicóptero, acompanhado de muito vento e poeira, onde todos tiveram que se proteger como podia, pouca gente percebeu, porém o fato foi registrado pela câmara fotográfica do CN, exatamente o momento da queda de boa parte do muro da lateral esquerda do Estádio de Futebol que está em construção.

O helicóptero E C 135, 2010, recentemente adquirido pelo Governo da Bahia, o mais avançado bi-turbina leve do mercado, com ampla cabine e o inconfundível rotor Fenestron, consagrado por sua confiabilidade e silêncio em vôo, pesando 1.500 kg, chegou aproado com vento. Antes, o forte vento causado pela hélice, provocou a queda muro que estava 70% construído, faltando poucas “Carreras” de bloco para sua conclusão. Segundo José de Lino, um dos Secretários da prefeitura, a obra esta sendo realizada com recursos próprios e está orça em aproximadamente R$ 100 mil. O prefeito Eliezer Costa (PT), não quis falar sobre o assunto.

Tradicional petista e ex-presidente do PT impedido de subir no palanque de Wagner

 

Foto 1 satisfação - foto 2 decepção

O suplente de vereador José Modesto Souza, conhecido por “Zé Homem”, 65 anos, filiado ao Partido dos Trabalhadores desde 1982 e que já exerceu duas vezes o mandato de vereador, foi impedido de subir ao palanque do governador Jaques Wagner durante as inaugurações em Quixabeira.  Zé Homem, que foi eleito o segundo presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais e daí permaneceu 14 anos no mandato, depois foi vice-presidente e agora é secretário geral, teve uma alegria e um constrangimento com a visita do ‘companheiro’ Wagner a cidade.

“Eu votei em Wagner para deputado estadual, federal e três vezes para governador. Ele conhece minha casa na Fazenda Gameleira, inclusive já foi de carroça comigo de lá até o Distrito de Jabuticaba”, contou o líder sindical. O governador, antes de vê Zé Homem, perguntou por ele ao prefeito Eliezer Costa. De repente Zé apareceu, e o governador “fez a festa” ao descer do carro antes do descerramento da placa de inauguração da rodovia.

Acesso ao palanque: segurança demais numa cidade pacata que não é encontrado manifestantes contrários ao governo

O constrangimento veio minutos depois, ele tentou subir no palanque, juntamente com uma neta e o membro da casa militar o barrou como é de costume em todos os eventos. Por mais que ele se explicasse, não teve permissão para subir. “Eu, vendo aquela situação e tendo visto antes a boa relação do governador com aquele senhor, resolvi tentar interferir. Me aproximei para falar da amizade que ele tem com o governador. Mostrei até a foto que havia tirado no momento do encontro dos dois. O segurança ao verificar a foto correu atrás, mas foi tarde, Zé Homem fez o sinal com o dedo que não queria mais subir. Zé Homem, que é ‘homem de palavra’, não subiu e assistiu todo ato do chão”, disse o fotógrafo do CN Raimundo Mascarenhas.

Um homem, que pediu para não ser identificado, após perceber que Zé Homem tinha conversado com o CN, se aproximou do repórter e externou a vida do líder sindical: Presidente do PT por diversas vezes, inclusive, quando Quixabeira ainda pertencia a Serrolândia e um dos fundadores e idealizadores da escola família agrícola da Jabuticaba.

O problema repetiu em Capela do Alto Alegre

Vereadores de Capela - Beto (E) Carlito (C) e Zé Silva (D)

Aparentando ser determinação, ou seja, ordem superior, outro membro da segurança do governador, deixou os vereadores da cidade longe do governador. Antes de iniciar os discursos foi reservado um ambiente para Wagner “fazer um lanche”, mas novamente pessoas influentes passaram por constrangimentos.O vereador Carlito Feliciano de Cerqueira (PP), o terceiro mais votado no município em 2008, foi o que mais se revoltou. O fato aconteceu no corredor do Colégio Estadual Professora Zenilda Fernandes, quando ele tentava passar pelo segurança e integra o grupo de pessoas que acompanhava o governador. “Ele não deixou eu passar. De repente surge o deputado Zé Neto e o segurança chama pelo nome, tirar o braço e manda Zé Neto passar. Eu o disse que não era assim, pois a gente só servia para pedir votos na eleição”, falou revoltado.

Carlito ao encontrar com CN, desabafou e lamentou que a classe de vereador está sem moral, pois,até em seu município, num dia festivo, é impedido de se aproximar do governador. “Zé Neto é parlamentar no estado e líder do governo, portanto, todo dia ta com o governador e nós, sofremos para manter a política no interior e nem nestes momentos somos respeitados”, desabafou.

O governador Wagner faltou pouco para visitar os 417 municípios da Bahia, e com certeza por onde passou deixou pessoas constrangidas com este problema. O segurança não tem culpa, ninguém pode crucificá-lo pois cumpre ordem superior e como não conhece as pessoas acaba barrado, lideranças das cidades por onde fazem os serviços. Nós do CN já registramos vários casos de prefeito, vereador, primeira dama, amigo como o caso de Zé homem serem barrados na subida de palanques. O governador é muito popular e povão, diz não se preocupar com o povo e por sinal com a realidade atual onde parece que deixou de ter adversário não deveriam agir com tanto rigor. Porque ao chegar numa cidade não procura uma pessoa influente e coloca ao lado do segurança pelo menos para dizer quem é quem?

Pé do Palanque foi substituído por Dr. Pinheiro

Pinheiro, primeiro cavalheiro de Capim Grosso puxou as palmas

Conhecido pela função de “bater-palmas” nos eventos com a presença de senador, já falecido, Antonio Carlos Magalhães, Pé de Palanque fez pouco em Quixabeira, pois teve o lugar ocupado pro Dr. Pinheiro, ex-prefeito de Capim Grosso. O médico político muito conhecido naquela região chegou ao estádio, enquanto todos aguardavam o governador, incentivando a candidatura de Otto ao governo. O vice-governador reagiu e pediu para ele parar, pois estava longe de 2014. Quando o governador chegou, ele gritou bem alto: “Chegou o maior governador da Bahia” e depois, teve a função de puxas às palmas durante o ato de inauguração. Sem dúvida, era o mais animado em Quixabeira. Pé do Palanque, todo de branco, apenas assistiu.

 

Autografou foto

Depois de Nei, a professora Glimacy Correira ou pro Glimacy como gosta de ser tratada, foi quem pegou nas mãos do governador e pediu um autógrafo. O pedido foi atendido e o governador autografou, com muito carinho, uma foto que trazia em suas mãos do encontro que teve com ele no ato de inauguração da estrada em maio do ano passado. “Ele é uma pessoa simples”, falou a professora sobre o governador.

Pontualidade britânica

O governador cumpriu religiosamente a agenda. Chegou ás 09h de Quixabeira e ás 11h, já estava em Capela do Alto Alegre. “Temos que respeitar o horário e assim estaremos respeitando as pessoas”, falou Wagner.

Diferente das viagens de 2010

– Nas viagens de Wagner em 2010, o que mais se via eram os deputados, candidatos a reeleições e candidatos a deputados. Chegou a ponto que apenas o governador falava nos eventos. Agora está diferente, o que se viu nestas duas cidades foram os postulantes a prefeitos e vereadores em 2012. De deputado, apenas Neusa Cadore esteve nos dois municípios e Zé Neto, esteve em Capela do Alto Alegre. 

Por:Valdemí de Assis / fotos: Raimundo Mascarenhas



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.