riachao-do-jacuipe

domingo, 13 de março de 2011 11:43

Trovoada em Riachão deixa vários estragos na cidade.

Vários bairros foram atingidos pelo forte temporal que veio acompanhado de raios e trovões

Calçamentos danificados, drenagens mal feitas, e muitos prejuízos, foi o que restou para os moradores de Riachão do Jacuípe, após a forte chuva com raios e trovões que caiu na cidade na última sexta-feira (11/03).

Por volta das 18h as nuvens começaram a aglomerar e ai a tromba d’água caiu do céu, em todos os bairros foram registrados prejuízos.

BARRA– Um dos bairros mais prejudicados foi a Barra, nem bem foi inaugurado o calçamento das ruas as margens da BR-324, o mesmo já esta todo esburacado com a chuva, residências mais uma vez foram invadidas pelo esgoto, que retornou nas casas através de ralos e vasos sanitários, fato que lembrou uma chuva parecida no mês de novembro de 2010, uma moradora inclusive teve seu vaso sanitário carregado pelas águas, e no lugar em seu banheiro ficou agora um buraco:

“E agora, como vou usar o banheiro? Isso e uma vergonha, não tem nem um mês que inaugurou estas ruas, isso e um absurdo, estou revoltada,” disse a moradora.

Moradores destas ruas queimaram pneus e fecharam o trânsito por conta dos prejuízos, em uma oficina de carros e chaparia um muro caiu com a força das águas. Ainda na Barra, na Rua Manoel Mascarenhas, mais de 15 casas foram prejudicadas, a moradora Maria José perdeu todos seus móveis e eletrodomésticos, e por pouco sua mãe não perdeu a vida, outro morador prejudicado foi  “Baiúca” que também teve sua casa invadida pelas águas, no momento da enxurrada e na ânsia de ajudar os visinhos por pouco “Baiúca” não foi levado pelas águas e também não foi atingindo por um raio:

Aqui a dona da casa colocou a geladeira em cima da mesa para não aumentar o prejuízo

“Perdi tudo, estou sem nada em casa até meus documentos foram levados, foi prometido pelo prefeito e o secretario de Obras que isso seria resolvido e nada, desde a época que você era da Gazeta Alana, falaram que iam resolver, e até agora nada, e agora nós vamos reclamar onde, nem as rádios daqui falam nada, ele calou todo mundo, isso é absurdo eu vou pro Ministério Publico .” Disse Maria José entre lágrimas e desespero por ver toda sua casa recém reformada destruida.

“Não pensei em nada só em ajudar ela e a mãe, esqueci até de minha família na hora, inclusive a geladeira dela vinha sedo arrastada pela água e me imprensou na grade.” Disse “Baiúca”.

Todo impasse se dá por conta de uma casa que precisa ser indenizada, mas a prefeitura, por outro lado se nega ao acordo, no local passa uma espécie de beco, de cerca de 80 cm entre uma casa e outra, mas não da conta da vazão, a água chegou a cerca de 1,30 de altura, “Baiúca” precisou quebrar parte de um muro do Colégio Nossa Senhora da Conceição para a água escoar, caso a casa fosse indenizada seria derrubada e se abriria uma rua, para o escoamento  melhorar. Até as 17  deste sábado ninguém ligado a prefeitura ou secretaria de obras esteve no local.

ALTO DO CRUZEIRO –  Neste bairro também houve prejuízos, moradores das ruas da parte baixa do bairro sofreram com águas de esgoto voltando por ralos dentro de casa, pois estas mesmas ruas estão sendo pavimentadas e não tem para onde escoar a água de chuva, uma moradora que não tivemos acesso a identidade, perdeu todos seus mantimentos, esta sem comida, assim como ela vários moradores do bairro estão na mesma situação, a lama chegava na altura de 10cm do chão das casas do bairro.

CLERISTON ANDRADE –  No bairro Cleriston, os problemas foram os mesmo de 5 meses atrás, a senhora conhecida por Fia teve a casa invadida pelas águas mais uma vez:

“Não agüento mais isso toda chuva é a mesma coisa, já dei queixa na promotoria, quero ver agora se não tomam providencias, fizeram a queda de água da rua errada, toda na minha porta estou cansada de comprar moveis e perder tudo na água.” Disse ela a nossa reportagem.

Casas do fundo da rua da senhora Fia, próximas a um riacho passaram pelos mesmos transtornos, moveis, mantimentos e eletros foram todos perdidos:

“E agora quem vai pagar estes prejuízos, perdi televisão, geladeira, sofá, cama, guarda roupas, e agora?” Disse uma moradora.

ALTO DO CEMITERIO –  Já no Alto do Cemitério, a drenagem da Praça Nova, conhecida como a Praça do Fórum, recém reformada e inaugurada a cerca de um ano, fez a água retornar para casas próximas ao prédio escolar Pedro Paulo, inclusive na casa do vereador Orlando Menezes, nossa reportagem não o encontrou para confirmar o fato, já na casa do senhor Zico, até animais de estimação morreram, patos, pintos, gatos entre outros. Na Rua Voluntários da Pátria, casa foram invadidas também pelas águas. Segundo moradores as manilhas que dão vazão da água se estreitam na saída para o rio Jacuípe, fazendo as águas voltarem para a rua.

FALTA DE ENERGIA – Vários bairros da cidade ficaram sem energia, no Alto do Cemitério foram mais de 24hs, um raio atingiu o transformador fazendo com que o mesmo queimasse e ele teve de ser substituído, fato que só aconteceu neste sábado por volta das 18h, na Asa Branca, Cleriston Andrade, parte do Jatobá e J.J. Seabra também ficaram sem energia até a manhã de sábado, na Praça Landulfo Alves, o lado direito não tinha luz enquanto que o lado esquerdo tinha, esta curiosidade se da pelo fato de a energia da Praça ser de duas fases, ou seja, redes diferentes, esse apagão que atingiu a Praça Landulfo Alves, atingiu também todo bairro da Barra, mas por volta de meia noite a energia foi restabelecida, alguns moradores reclamavam do atendimento pelo 0800 da Coelba, que dava informações desencontradas e não registrava as queixas, fato que fez com a demora em resolver o problema aumentasse mais.

A falta de energia também atingiu o Hospital Municipal, nem as luzes de emergência funcionaram, por não ter gerador o mesmo ficou com atendimento precário até a manhã deste sábado, varias pessoas que sofreram ferimentos leves por estarem ajudando moradores de casas invadidas pela água não puderam ser atendidos, o Hospital ficou a luz de velas durante toda madrugada, só emergências eram atendidas:

“Isso e vergonhoso, palhaçada com a cara da gente, um hospital no breu, que vergonha viu.” Disse Luzia, moradora do Alto do Cruzeiro que esperava atendimento para um sobrinho que se feriu ajudando ela a tirar os moveis de sua casa invadida pelo esgoto da rua que voltava pelos ralos da residência.

RAIOS – Muitos raios foram registrados, nossa reportagem entrou em contato com o Clima Tempo através de e-mail e foi registrado uma grande incidência dos mesmo aqui na região, a torre da igreja matriz foi atingida por um raio e houve um principio de incêndio, que logo foi debelado, também tivemos informações de uma mulher que passava de moto no local no exato momento que o raio caiu na torre, com o susto ela caiu do veículo e teve ferimentos leves, também um senhor de dados não revelados caiu em um buraco formado no final da terceira Rua do Bairro da Barra, o mesmo teve um corte profundo no tornozelo direito, levou 5 pontos, e um celular também foi atingido por um raio dentro de uma residência na Rua Vitorio Carneiro, sem causar ferimentos nos moradores, o aparelho estava na tomada carregando, alertamos inclusive que em tempestades de raios deve-se desligar todos os aparelhos da tomada, se possível até desligar o contador da residência para evitar danos e também riscos a vida de seus moradores, tivemos informações não confirmadas de que um senhor havia sido atingido por um raio na zona rural, segundo informações ele seguia de moto por uma estrada e foi atingido caindo da moto em seguida, fomos ao Hospital Municipal, mas não tivemos informações.

A população segue apreensiva com o céu carregado, segundo a meteorologia ainda chove neste fim de semana em Riachão, ate terça-feira estão previstas trovoadas e chuvas fortes, é incrível como algo que é tão esperado pelos sertanejo após meses de seca na região agora seja motivo de medo e apreensão.

Texto e fotos: Alana Adrielle



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.