bahia

sexta-feira, 01 de abril de 2011 10:20

Kits de costura são entregues a agricultoras da região de Jacobina

Mais entregas de kits de costura estão previstas para este ano. Em abril, serão beneficiadas as associações formadas por agricultoras da região de Irecê.

A Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA), vinculada à Secretaria da Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária do Estado (Seagri), entregou a agricultoras da região de Jacobina, nas terça e quarta-feira (29 e 30), kits de costura, que possibilitarão a montagem de ateliês em quatro associações.

Na terça-feira foram contemplados os povoados de Caiçara e Grota do Brito. No dia seguinte, as comunidades de Alagadiço e Tombador. Os kits, cada um contendo duas máquinas convencionais, uma galoneira, uma overloque e bancadas para fixação dos equipamentos, vão contribuir para melhorar a qualidade de vida nas unidades familiares, por meio da geração de renda extra.

A técnica e coordenadora responsável pelo Programa de Geração de Rendas Não-agrícolas da EBDA, Maria da Graça Machado, explica que as associações beneficiadas estão tendo a mesma com capacidade qualitativa de ateliês de costura profissionais. “As agricultoras poderão produzir agora o que antes era terceirizado. A entrega dos kits ocasiona redução de gastos, aumento de produção e qualidade no acabamento dos produtos – é ganho multiplicado”.

Na comunidade de Alagadiço, no município de Ourolândia, o grupo de mulheres da Associação Comunitária e Evangélica local, recebeu as máquinas com muita satisfação. “A gente não acreditava que esse sonho ia se realizar. Nós precisávamos nos desenvolver, e agora já existe um ponto de partida”, disse a agricultora Maria de Souza.

No povoado ainda não há nenhum trabalho que represente uma renda significativa para as mulheres, apesar do grande empenho e mobilização voltados à produção de alguns artigos de costura. “Nós somos mulheres, donas de casa, mães de família, precisamos também contribuir com a renda. Os trabalhos com a costura serão a nossa garantia de uma ocupação”, afirmou a agricultora Cícera dos Santos.

Segundo a técnica da EBDA, Nilza Oliveira, na comunidade de Caiçara, a Associação Comunitária Caiçarense, que produz tradicionalmente produtos alimentícios para merenda escolar, recebe agora o incentivo para diversificar a produção com as máquinas de costura, o que representa a inclusão de mais famílias no processo produtivo. “O mesmo efeito será sentido pela Associação Comunitária de Grota dos Brejões, pois as mulheres estão começando agora os trabalhos com costura. O kit será um grande estímulo”.

Segundo Maria da Graça Machado, hoje, na Bahia, a renda provinda de produtos não agrícolas chega à metade da renda familiar total. “Nossa intenção para esse ano é dar suporte, principalmente na comercialização dos produtos. Esperamos que as mulheres realmente utilizem os equipamentos e todos os  ensinamentos que a EBDA vem passando nas capacitações, e consigam transformar sua realidade, melhorando a qualidade de vida para toda família”.

Mais entregas de kits de costura estão previstas para este ano. Em abril, serão beneficiadas as associações formadas por agricultoras da região de Irecê. Comprometida com os interesses da agricultura familiar, a EBDA é a maior empresa pública de Ater do estado, e executa suas ações com o papel de articular e organizar atividades, de acordo com as demandas agropecuárias identificadas, em nível de municípios e Territórios de Identidade.

Agecom



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.