riachao-do-jacuipe

sábado, 23 de abril de 2011 22:14

Presidentes de associações conhecem Ouvidoria Online do Governo do Estado

Depois de levantar os principais desafios de cada associação, numa mesa de discussões, os participantes foram encaminhados à sala do computador para conhecer a página da Ouvidoria.

Presidentes de associações comunitárias de Riachão do Jacuípe se reuniram neste sábado,  23, para conhecer de perto a Ouvidoria Online do Governo do Estado. O encontro foi promovido pela Sala de Leitura e contou com representantes de 12 entidades, entre rurais e urbanas.

Depois de levantar os principais desafios de cada associação, numa mesa de discussões, os participantes foram encaminhados à sala do computador para conhecer a página da Ouvidoria.

A maioria dos presidentes ouvidos durante a reunião mencionaram dificuldades como ausência de sede própria, deficiências de comunicação com os órgãos públicos e, no caso de Vila Guimarães, a presidente Ana lembrou que há dificuldade de acesso à água potável para algumas famílias, que chegam a tomar água da torneira, com alto teor de cloro. Além disso, Vila Guimarães ainda enfrenta problemas com lixo e esgoto sanitário.

Na comunidade de Mucambo, segundo o presidente da associação local, Abelmanto, a entidade goza de independência e autonomia, porém os agricultores familiares da região estão tendo grande dificuldade para escoar sua produção, porque o município não disponibiliza técnicos que possam garantir o processo de formalização dos pequenos produtores. Com isso, eles não estão conseguindo vender para a merenda escolar, conforme prevê a legislação. De acordo com Abelmanto, os produtos de Mucambo contam com aprovação nutricional, mas falta apoio concreto para que os agricultores familiares saiam da informalidade. Ele informou que está sendo planejada uma cooperativa capaz de agregar todos os interessados em vender sua produção de forma legal.

O coordenador da ONG Mobilizadores Sociais, Josemar Carneiro, também participou da reunião, incentivando a parceria das associações locais com a Sala de Leitura, enquanto espaço para acolhimento, orientação dos agentes sociais e troca de experiências e lembrou a importância de todos acompanharem a prestação de contas da administração pública, durante o período estabelecido pela Constituição Federal, que vai até junho.

Ao final do encontro, todos concordaram em programar uma nova reunião para despertar maior número de entidades da sociedade civil, no sentido de unir forças, além de aproveitar melhor os serviços da Sala de Leitura, que funciona no prédio da Sociedade São Vicente de Paulo, onde deverão ser implantadas novas iniciativas de caráter social.

Fonte: Projeto Sala de Leitura.



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.