conceicao-do-coite

segunda-feira, 18 de abril de 2011 22:47

Universitários ficam prejudicados por falta de transporte para Feira de Santana

Tudo tem a primeira vez.Nesta segunda feira pela primeira vez os universitários de Coité, deixaram de viajar pra Feira de Santana

 

Como não foi possivel levar todos os estudantes, ninguém viajou

A rotina de quase cem universitários coiteense que estudam em Feira de Santana foi quebrada na tarde desta segunda-feira(18), por volta das 16h. Os estudantes de seis universidades de diferentes cursos não puderam viajar até Feira de Santana, porque havia um grande contingente e apenas um ônibus para fazer o transporte, cujo veículo é colocado pela prefeitura municipal.

Nos últimos anos cresceu bastante a procura por cursos não oferecidos em Conceição do Coité, sendo  Feira de Santana que fica  a 110 km, uma das cidades mais procuradas .

O número de universitários cresceu tanto, que desde o início do semestre vinha sendo preciso usar dois ônibus, o segundo foi contratado pela Associação dos Estudantes Universitários – ACEUNE e os recursos para pagar o coletivo no valor de R$ 6.500,00 mensal vinham sendo desembolsados por cada um dos 100 associados, que tinham o compromisso de pagar R$ 80,00.

E foi justamente pelo não pagamento de boa parte deles, que a associação foi obrigada a “despachar” o ônibus contratado, ficando apenas o veículo servido pela prefeitura. Os estudantes compareceram ao local de saída ao lado dos Correios, já sabendo do impasse que poderia ocorrer. A presidente da ACEUNE, a senhorita Ana Paula vendo o excedente de alunos e do motorista o aviso que não levaria mais de 44 passageiros no ônibus cedido pela prefeitura, tentou fazer um rateio “vaquinha” entre os estudantes pedido a cada um deles a quantia de R$ 2,00, para custear o combustível de um carro de menor porte que pudesse levar os excedentes, mas a tentativa foi em vão, muitos deles estavam irritados, alguns por cumprir a mensalidade em dia ter que desembolsar mais dinheiro.

 

Para um aluno que pediu que não fosse identificado, estava mais de que claro que alguns colegas não iam se preocupar em pagar R$ 80,00, pois, sabia que tinham a disposição do carro totalmente gratuito. Por volta das 16h50 os alunos foram convidados a descer do veículo, pois não havia condição de viagem.

Outro estudante sugeriu que a prefeitura firmasse o convênio com a associação e a mesma recebesse os repasses para pagar as despesas.

Segundo informações de um universitário, vez em quando vai de carro particular e gasta R$ 50 de combustível numa viagem, questionou como pode as pessoas deixarem de pagar R$ 80 para viajar 20 dias?

A problemática é de todos, pois há um grupo de pessoas buscando crescimento para o município e educação, sabemos que a rotina não é fácil ter que viajar todos os dias  chegar de madrugada arriscando as próprias vidas. Enfim, “a questão toda é que cada dia que passa cresce o número de pessoas buscando crescimento e aí qual medida a ser tomada? O que vai ser feito quando tivermos 200 estudantes? As autoridades o que diz? Agradecemos ao senhor prefeito Renato Souza pela contribuição, mas só isso não basta, estamos pedindo socorro, precisamos estudar, não podemos parar nessa etapa da tão difícil da nossa jornada, estamos no meio do semestre. O que fazemos, vamos abandonar o curso porque não temos transporte? Questionou  uma das universitárias.

Por: Raimundo Mascarenhas



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.