agricultura

sexta-feira, 22 de julho de 2011 21:08

Líder comunitário de Capela do Alto Alegre presenteia Lula com cachaça

Curioso, Lula abriu a cesta e mostrou ao público que "caiu no riso".

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu de Lelivaldo Pacheco Lopes, presidente da Cooperativa Central de Alimentos de Agricultura Familiar da Bahia, (COCAAF), uma cesta com produtos da agricultura familiar, dentre eles, um litro de cachaça, produzido pelos agricultores familiares.

Natural de Capela do Alto Alegre, onde exerceu a presidência do Sindicato dos Trabalhadores e das Trabalhadoras Rurais, Lelivaldo disse a Lula que a COCAAF tinha surgido como forma de intensificar a inclusão do produtor agrícola, “afinal no Brasil, há mais de 4,3 milhões de propriedades agrícolas familiares, que respondem pela produção de 70% dos alimentos consumidos diariamente pelos brasileiros”, lembrou Pacheco.

Ele também agradeceu a Lula à criação dos Programas de Aquisição de Alimentos (PAA), o PNAE, (Programa Nacional de Alimentação Escolar e o Plano Safra, que consolidaram ano a ano, as políticas públicas conquistadas pela agricultura familiar).

A entrega dos produtos aconteceu durante o lançamento do Plano Safra 2011/2012, na manhã de quinta-feira (21), em Salvador. O ex-presidente Lula destacou as conquistas da Agricultura Familiar nos últimos oito anos. “Antes discutíamos o êxodo rural, hoje percebemos que as pessoas estão voltando ao campo, porque foram criadas as condições para produzir com dignidade”, lembrou Lula, que destacou a importância do Estado em garantir infraestrutra no meio rural. “Na hora que o mercado não vê rentabilidade, entra o estado para levar benefícios, sobretudo onde o mercado não vê rentabilidade”.

Lula ressaltou a importância do crédito oferecido por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e atribuiu este avanço a atuação dos bancos do Brasil (BB), do Nordeste (BNB) e da Amazônia (Basa), que passaram a atender também os agricultores familiares. “Pois, antes o pobre tinha medo de entrar nos bancos”, relatou o ex-presidente, arancando aplausos dos presentes.

Por: Valdemí de Assis / foto: Raimundo Mascarenhas

 



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.