bahia

domingo, 05 de fevereiro de 2012 09:02

Ipirá viveu uma noite de terror na sexta-feira. Uma pessoa foi morta

Tudo começou com boatos de arrastão

Depois de uma notícia falsa durante a tarde, de que estava ocorrendo um arrastão no centro da cidade de Ipirá, fazendo com que todo comércio fechasse as portas por volta das 17 horas, tendo o comandante da 5ª CIA/PM capitão Igor se pronunciando nas emissoras de rádio local, informando de que tudo não passava de boatos mentirosos, à noite a cidade voltou a sua normalidade, mas por volta das 22 horas, uma onda de violência aterrorizou toda comunidade, quando seis pessoas ocupando três motocicletas passaram nas ruas atirando a esmo.

A primeira ação dos atiradores foi no bairro Jaguarão, na Travessa Alice Cardoso. No interior de um bar, estavam algumas pessoas e as três motos pararam na frente e quatro dos elementos entraram no bar portando armas de fogo e com máscaras nos rostos gritaram “perdeu” e dispararam alguns tiros contra o proprietário identificado como Derneval Vieira Santos, 41 anos mais conhecido como Rasta, que estava pelo lado de dentro do balcão do estabelecimento.

Segundo um irmão da vítima, os elementos também tentaram contra sua vida, mas ele conseguiu se esquivar dos tiros. Rasta foi atingido no ombro e peito direito e morreu no local. Na fuga os atirados passaram pelo centro da cidade e dispararam tiros em frente ao calçadão e uma das balas atingiu de raspão as costas de um rapaz que ainda não foi identificado, atiraram nas portas de vidro dos bancos Bradesco e Brasil, na Praça Roberto Cintra e ao passarem pela Avenida Anizio Dultra, a conhecida orla, dispararam mais tiros e atingiram de raspão, uma moça no braço e um rapaz na perna, que estavam com um grupo de amigos no bar de Paulo.

A polícia civil está trabalhando para identificar os atiradores para saber se foram os mesmos que mataram Rasta, que já foi envolvido com o tráfico de drogas, mas segundo seus familiares estava regenerado. O comando da policia militar afirma que a ação na noite desta sexta-feira em Ipirá não tem nada a ver com a greve de parte de policiais militares em Feira e Salvador.

O prefeito Diomário Gomes de Sá, informou que já entrou em contato com o comando da CAEL, para que uma guarnição daquela especializada venha reforçar o policiamento no município de Ipirá nos próximos dias. O prefeito também informa que por medida de segurança, resolveu suspender o retorno das aulas que aconteceria na próxima segunda-feira.

A vítima morava na Travessa Valeriano Cardoso, no Jaguarão, no mesmo município onde foi morto. O corpo foi encaminhado para o Departamento de Policia Técnica (DPT) de Feira de Santana, mas já foi liberado no final da tarde de sábado (4).

As informações são de Manoel Hito, com foto do Ipirá Negócios.



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.