esporte

quarta-feira, 28 de novembro de 2012 19:19

Globoesporte.com revela segredos de Wallace que os coiteenses não conheciam

Em entrevista exclusiva, que também podem ser chamadas de bate-papo, ele abriu o jogo a respeito de sua vida.

Um dia depois do treinador do Corinthians Titi divulgar a lista dos 23 convocados para disputa do mundial de clubes no Japão no próximo mês,(dezembro) o site esportivo das organizações Globo, globoesporte.com fez um levantamento da vida de todos os atletas, dentre eles, o coiteense Wallace, que começou a carreira no Vitória, onde passou por praticamente todas as categoria no período de 11 anos, até receber a proposta do Corinthians no final de 2010, se apresentando em 05 de janeiro de 2011.     

Em 23 entrevistas exclusivas, que também podem ser chamadas de bate-papos, eles abriram o jogo a respeito de suas vidas. Falaram sobre as famílias, infâncias, como o futebol entrou na vida de cada um e suas trajetórias até vestirem a camisa alvinegra. Se por um lado há histórias que se assemelham, são características de qualquer jogador, por outro será possível descobrir casos deliciosos dos heróis do Timão.

Dos titulares aos reservas. Cássio, por exemplo, vai revelar a promessa feita enquanto o Timão perdia por 1 a 0 para o Boca Juniors, na final da Libertadores. No mesmo jogo, Romarinho conta com detalhes sua conversa com Tite antes de entrar e decidir. Paulo André fala sobre como conviveu de perto com o perigo no início da carreira, Danilo lembra como foi o dia decisivo para que sua carreira decolasse, e o zagueiro Wallace revela sua inacreditável história até se profissionalizar como jogador do Vitória.

Mas, antes de ler a extraordinária reportagem,o repórter fotográfico Raimundo Mascarenhas que diz ter conhecido Wallace desde a ultrassonografia e não mais o perdeu de vista, exceto no período que o então futuro craque teve que ir morar no Rio de Janeiro.

Esse relato a seguir O Globo Esporte não tomou conhecimento:

Edson e Adriano Imperador – Visita ao parque São Jorge

Na matéria do globoesporte.com você vai observar que, a situação matrimonial dos pais de Wallace, Edson e Edna, Wallace e Jéssica, são semelhantes (casaram muito jovens).Edson tinha entre 18 e 19 anos e Edna na mesma faixa etária.Wallace 16 e Jéssica 17.

Edson amigo de infância de Raimundo Mascarenhas, jogaram futebol no mesmo time e o contato no dia a dia era certo, eis que Edna engravidou, e uma das primeiras pessoas a saber foi Mascarenhas, a partir daí foi só preparação para receber o primeiro filho, na barriga, o pai já especulava que seria um menino e iria jogar no Vitória e no Flamengo, seus times de coração.(O primeiro prevaleceu a profecia, o segundo é o sonho de qualquer pai também).

A primeira dificuldade de Wallace foi no registro de nascimento – O leitor vai encontrar muitos segredos revelados ao globoesporte.com, mas ficou este que o CN vai revelar.

Edna exibe camisa do jogo do Dia das Mães em 2011 pelo Paulistão.

Raimundo Mascarenhas foi a pessoa procurada pelo pai do menino ainda sem nome, um dia depois do seu nascimento.” O moleque nasceu, está bem ele e a mãe, mas não tenho o nome ainda”, disse o “marinheiro de primeira viagem” Edson. Mascarenhas que tem a mesma idade dele, hoje aos 44 anos, disse que “daria” um nome que ele guardou para quando tivesse um filho,Dindo perguntou qual seria esse nome especial: WERCAUTEREM – Nome de um jogador da Bélgica na Copa do México em 1986.” Este nome é bonito mesmo, mas não sei nem como escreve, coloca aqui no papel que estou indo agora registrar”.

Depois de aguardar quase uma hora na fila, aquele nome não foi aceito pela saudosa Orlandina Mota, escrivã responsável. Ela teria recusado e disse a Edson que não registrava nomes estrangeiros e aquele então era muito complicado.”Como vai ser difícil para os avós chamarem esse nome, vai dificultar o aprendizado do próprio, quando for levado pra escola”, justificou Edson Oliveira para Raimundo que também perdeu a esperança de possível registro de um filho com aquele nome.

Depois de insistir e não ter o nome aceito, Edson então fez nova tentativa, ” então coloca Wallace Wercauterem, o nome mais fácil as pessoas chamam”. Negado mais uma vez. Wallace Reis da Silva.

Edson, Edna e Carol

O projeto Wercauterem não foi para o registro, mesmo assim o pai, alguns familiares e Raimundo tentaram popularizar o nome, mas foi em vão. Edson, Edna, parentes e alguns amigos próximos ressumem  no apelido simples de Wall. 

Dois anos depois, Edson e a Senhora Orlandina voltaria a travar nova batalha para registrar a irmã de Wallace. Levou anotado o nome de Sheron Anne, reprovado mais uma vez. ” O senhor novamente aqui com esses nomes?” Questionou a escrivã. Edson tentou de todas as formas o nome da filha que era de sua vontade, mas não obtendo êxito disse: ” tá bom então, coloca ai Carol Caroline.

Veja agora a grande matéria publicada no globoesporte.com



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.