concursos-e-emprego

quarta-feira, 28 de novembro de 2012 16:59

Mais 5.820 vagas em cursos técnicos na Bahia no segundo semestre

Foram contempladas com essas vagas pessoas maiores de 18 anos que poderão concluir o ensino médio em dois anos e meio e ainda receber o diploma de técnico de nível médio.

O governo estadual, por meio da Secretaria da Educação (SEC), continua ampliando a oferta da educação profissional técnica de nível médio com mais 5.820 vagas no segundo semestre deste ano. A oferta de cursos regulares, com duração entre 1.040 e 4.000 horas, ocorre semestralmente por diferentes formas de articulação.

Das 5.820 vagas ofertadas no segundo semestre, 3.330 foram para a forma de articulação Proeja Médio, ou seja, direcionadas para egressos da escola pública que concluíram o ensino fundamental, mas que não continuaram os estudos no ensino médio.

Foram contempladas com essas vagas pessoas maiores de 18 anos que poderão concluir o ensino médio em dois anos e meio e ainda receber o diploma de técnico de nível médio.

Além dessas, 240 vagas foram destinadas para pessoas com 18 anos ou mais que não concluíram o ensino fundamental e estavam fora da escola (Proeja Fundamental). Nesse caso, vão fazer qualificação em quatro ocupações (arco ocupacional), elevar a escolaridade, concluindo o ensino fundamental (8ª série), e adquirir a possibilidade de continuar o ensino na rede estadual fazendo um curso técnico de nível médio.

Também foram ofertadas 2.250 vagas pela forma de articulação subsequente (Prosub), para quem já concluiu o ensino médio em escola pública e vai voltar para as salas de aula para fazer um curso técnico de nível médio. As vagas contemplaram estudantes que participaram do sorteio eletrônico realizado em dezembro de 2011 e indicaram no ato da inscrição a preferência por voltar a estudar no segundo semestre de 2012.

O superintendente de educação profissional da SEC, Almerico Lima, afirmou que o Estado vem cumprindo seu papel em ampliar as oportunidades de formação dos jovens e trabalhadores.

Ele disse que os cursos são alinhados às demandas geradas pelo crescimento do estado. “A rede de educação profissional da Bahia se tornou a terceira maior do país, segundo o Censo Inep/MEC. Isso demonstra o esforço que o Estado está fazendo para criar condições para que esses jovens e trabalhadores aproveitem as oportunidades geradas pelo desenvolvimento da Bahia”.

Lima destacou que as vagas foram direcionadas tanto para a capital quanto para o interior e estão sendo realizadas em centros estaduais e territoriais de educação profissional e em unidades que ofertam educação profissional.



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.