valente

terça-feira, 13 de novembro de 2012 00:48

Via Uno começa a tirar máquinas de fábrica e trabalhadores ameaçam protesto

Situação semelhante vive os funcionários de Coité

Os trabalhadores ameaçam fazer protesto em frente as fábricas terceirizadas da Via Uno, a Cristal e Calçados Valente ainda essa semana. O que gerou essa mobilização foi uma notícia de que dirigentes estariam retirando maquinário das fábricas agitou os funcionários nesta segunda (12).

Dirigentes negam o fato. Afirmam que algumas máquinas podem ser retiradas, mas porque estariam em mau funcionamento. As fábricas estão paradas há mais de 10 dias.

Os trabalhadores estão com medo de que as fábricas sejam fechadas, sem que se negociem os direitos trabalhistas. Eles estão de férias coletivas, segundo a empresa, até a próxima segunda-feira 19. “Eles prometeram reunir com a gente daqui há oito dias para informar o que aconteceria com a empresa. Ou a gente volta a trabalhar ou será todo mundo demitido”, afirmou um funcionário que não quis se identificar com medo de represálias.

Enquanto isso, o prefeito eleito Ismael Ferreira e o atual prefeito Agnaldo Oliveira tentam mediar uma saída, junto com o governo do Estado. Por diversas vezes, Ismael deu entrevistas sobre o assunto na Valente FM.

As duas terceirizadas têm cerca de 700 funcionários. Semana passada, centenas de funcionários discutiram a questão junto com o sindicato, em reunião articulada “à boca pequena”, segundo palavras dos próprios funcionários. “O Sindicato não quis fazer estardalhaço porque acha que isso favoreceria a uma estratégia da empresa Via Uno”, contou.

O certo é que depois da reunião, os funcionários saiam mais aliviados, com sorrisos nos rostos. O representante do Sintracal de Conceição do Coité, conhecido como Léo, preferiu não gravar entrevistas com a imprensa. Nós apuramos, através de uma fonte dentro da empresa que o jogo é acabar com as terceirizadas e todos os funcionários voltarem para o corpo de empregados da Via Uno.

O que ela ganharia com isso, já que terceirizou há pouco tempo? O fato e que a presidenta Dilma está premiando empresas que exportam, além de baixar parte da carga tributaria. A Via Uno não se manifesta publicamente sobre o assunto, mas estaria atrás desse filão. Essa e a verdadeira crise da Via Uno. Quer aumentar o lucro, como toda é qualquer empresa capitalista.

Fonte: Ancora 1



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.