conceicao-do-coite

terça-feira, 22 de janeiro de 2013 21:12

Presidente do sindicato dos agentes de saúde critica gestão passada e enaltece atitude de Alex durante reunião da categoria

Segundo a categoria, o ex-secretário deixou o cargo que ocupou por 10 anos sem ter realizando uma reunião.

Alex reunião com agentes de saudeO vice-prefeito e secretário municipal de Saúde de Conceição do Coité  Alex Lopes (E), reuniu na tarde de terça-feira (22) os agentes comunitários de saúde para falar sobre a nova gestão municipal no setor, onde destacou durante seu pronunciamento que a classe receberá todo apoio do novo governo, pois entende que os agentes trabalham para que as pessoas tenham uma melhor qualidade de vida, e está é a missão do governo, cuja gestão teve inicio no dia 01 de janeiro.

Alex reunião com agentes de saude.3

Alex da Piatã, como é conhecido, garantiu que será uma prática do secretário se reunir com os agentes e a cada reunião será anunciada ações e serão prestadas contas de ações realizadas que melhoraram a vida do povo. “Para obter melhores resultados na área de saúde, temos que ter funcionários satisfeitos”, afirmou o secretário.

 Ao concluir, Alex pediu aos agentes que fizessem as criticas necessárias e apresentassem, dentro do possível as soluções, pois gostaria de trabalhar conjuntamente.  O gesto do secretário agradou o presidente do Sindicato da classe, Aquilino Silva Oliveira. Diante dos colegas que lotaram o auditório da CDL, Aquilino disse que o secretário que esteve à frente da Secretária por mais de uma década, Roberto Mascarenhas, nunca realizou uma reunião com a categoria.

agente aquilino

Demonstrando satisfação com a atitude de Alex da Piatã, Aquilino (foto ao lado) disse ao CN que o médico Marcondes Carneiro, que exerceu a função no inicio da década de 2000, foi o último a se reunir com a categoria. Aquilino aproveitou para apresentar algumas reivindicações da categoria que não foi atendida na gestão passada e pediu para ser atendido em audiência para tratar separadamente cada uma.

A agente Jeane Guimarães, que trabalha na região do Povoado de Lagoa do Meio, também externou sua insatisfação com a gestão passada, em especial na área de saúde. “Há muito tempo que a classe não é vista com bons olhos”, desabafou Jeane.

Sizina Santana Ramos, agente da micro área da rodoviária, mais especificamente nas comunidades do Riacho do Martins e Cerâmica, foi mais taxativa e disse que a categoria era humilhada e o ato de seu reunir com a classe, demonstrou por parte de Alex que algo novo está acontecendo.

Alex reunião com agentes de saude.2

Saiba mais sobre os agentes de saúde – O Agente Comunitário de Saúde (ACS) nasceu da criação do Programa dos Agentes Comunitários de Saúde (PACS), em 1991, como parte do processo de construção do Sistema Único de Saúde estabelecida por norma Constitucional em 1988. Na concepção inicial deveria ser um dos moradores daquela rua, daquele bairro, daquela região e foi selecionado por um bom relacionamento com seus vizinhos e condição de dedicar oito horas por dia ao trabalho de ACS.

Orientado por supervisor (profissional enfermeiro ou médico) da unidade de saúde, realiza visitas domiciliares na área de abrangência da sua unidade produzindo informações capazes de dimensionar os principais problemas de saúde de sua comunidade.   

Atribuições do Agente Comunitário – Segundo documentos do Ministério da Saúde de 1994[3] Inclui-se no elenco de ações proposto:

– Estimular continuamente a organização comunitária;

– Participar da vida da comunidade principalmente através das organizações, estimulando a discussão das questões relativas à melhoria de vida da população;

– Fortalecer elos entre a comunidade e os serviços de saúde;

– Informar aos demais membros da equipe de saúde da disponibilidade necessidades e dinâmica social da comunidade;

– Orientar a comunidade para utilização adequada dos serviços de saúde;

– Registrar nascimentos, doenças de notificação compulsória e de vigilância epidemiológica e óbitos ocorridos;

– Cadastrar todas as famílias da sua área de abrangência;

– Identificar e registrar todas as gestantes e crianças de 0 a 6 anos de sua área de abrangência, através de visitas domiciliares;

– Atuar integrando as instituições governamentais e não governamentais grupos de associações da comunidade (parteiras clube de mães, etc.);

– Executar dentro do seu nível de competência, ações e atividades básicas de saúde, a exemplo de acompanhamento de gestantes e nutrizes, incentivo ao aleitamento materno, acompanhamento do crescimento e desenvolvimento da criança, garantia do cumprimento do calendário da vacinação e de outras vacinas que se fizerem necessárias, controle das doenças diarréicas. controle da infecção respiratória aguda (IRA), orientação quanto a alternativas alimentares. utilização da medicina popular e.promoção das ações de saneamento e melhoria do meio ambiente.

Por: Valdemí de Assis / fotos: Éder Araújo



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.