bahia

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013 20:02

Estado abre 1.620 vagas para especialização inédita de professores de Educação Profissional

As aulas estão previstas para serem iniciadas ainda neste mês de janeiro.

Estão abertas até sábado (12) as inscrições para o curso inédito de Especialização em Metodologia de Ensino para Educação Profissional a ser desenvolvido pela Universidade do Estado da Bahia mediante convênio firmado com a Secretaria da Educação. São ofertadas 1.620 vagas gratuitamente. Esta é mais uma das ações desenvolvidas pelo Governo do Estado objetivando a valorização dos professores e gestores estaduais que atuam na Educação Profissional.

A Especialização em Metodologia de Ensino para Educação Profissional tem como objetivo qualificar os professores em efetiva regência de classe (licenciados e bacharéis) que atuam nos Centros Estaduais, Centros Territoriais de Educação Profissional e unidades escolares da Rede Estadual que ofertam Educação Profissional.

O curso, cujo currículo foi elaborado em conjunto pela Superintendência de Educação Profissional da Secretaria da Educação (Suprof) e Departamento de Educação da Uneb, será ministrado nos nove polos formativos: Alagoinhas, Barreiras, Irecê, Itabuna, Juazeiro, Salvador, Serrinha, Valença e Vitória da Conquista. Terá 450 horas/aula, sendo 300 horas-aula presenciais e 150 horas-aula a distância com atividades no Ambiente Virtual de Aprendizagem – Plataforma Moodle, Uneb.

As aulas estão previstas para serem iniciadas ainda neste mês de janeiro. Todos os Centros e unidades escolares que ofertam Educação Profissional serão beneficiados com vagas, de forma proporcional, segundo critérios estabelecidos no Edital da Uneb.

Outras especializações e Mestrado – Este é apenas um dos cursos de pós-graduação que o Estado da Bahia está viabilizando em parceria com diferentes instituições do país e com o Ministério da Educação, voltados a professores e gestores da Educação Profissional. Já são 14 gestores fazendo especialização fora do Estado, sendo 11 em Gestão de Escolas de Educação Profissional Tecnológica, promovido pelo MEC em parceria com o Instituto Federal do Paraná (IFPR) e três em Especialização em Turismo e Hospitalidade, também organizado pelo MEC em parceria com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IF Ceará). Neste último, as turmas serão iniciadas no mês que vem. Outros quatro gestores estão cursando o Mestrado Profissional em Gestão da Educação Profissional, na Escola de Administração da Ufba, também mediante convênio com o MEC. Mais 60 vagas de outra Especialização para Gestores da Educação Profissional serão abertas devido ao convênio com a Uneb.

Para o superintendente de Educação Profissional, Almerico Lima, ao mesmo tempo em que estes cursos valorizam os professores, também contribuem para melhorar a qualidade pedagógica da Educação Profissional, uma vez que todos os Centros e unidades serão contemplados com vagas. Segundo o superintendente, as especializações e mestrado possibilitam maior efetividade social, eficiência e eficácia na Educação Profissional, sobretudo, devido à complexidade da gestão administrativa, financeira, técnica e pedagógica dos Centros e dos cursos.

Para Almerico Lima, esta ação “vem garantir o compromisso com a educação pública, assumindo o desafio de desenvolver processos formativos e pedagógicos que transformem a práxis pedagógica dos educadores na medida em que busca habilitar, ainda mais, profissionais com capacidade teórica, técnica, política e ética para lecionarem nos Centros e unidades escolares da rede”, afirmou. Nesse sentido, anunciou que outros convênios deverão ser firmados com o Instituto Federal Baiano (IF-Baiano), Ifba e com as universidades públicas visando à atualização técnica dos professores. “O grande desejo da categoria e também o nosso é o concurso público que, dentre outras coisas, possibilitará  a oferta de mais cursos para os professores”.

 O superintendente ressaltou que estes cursos fazem parte da política pública de Educação Profissional que visa, de um lado, possibilitar que jovens, adolescentes e adultos sejam favorecidos com uma formação de maior qualidade para que se beneficiem do desenvolvimento socioeconômico e ambiental do Estado e tenham maiores chances de uma inserção cidadã no mundo do trabalho e, por outro, objetiva, também, a formação continuada de professores.



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.