educacao

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013 18:21

Professores valentenses recebem R$ 260 mil de “rateio” do Fundeb

É o maior valor rateado em Valente desde a criação do Fundo.

rede municipal de educação - valenteOs professores da Rede Municipal de Ensino de Valente vão receber na próxima semana a segunda e última parcela do “rateio” das sobras dos 60% do recurso do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). O recurso da primeira parcela no valor de R$ 584,13 está na conta dos servidores desde a semana passada. O “rateio” de pouco mais de R$ 260 mil é referente ao exercício de 2012.

A segunda parcela será no valor de R$ 124,49. O valor total por profissional ficará em R$ 708,62, segundo dados da Secretaria de Administração e Fazenda. “Provavelmente, até o final da próxima semana, o restante dos recursos já estará disponível na conta dos servidores”, informou o Secretário de Administração e Fazenda, Danilo Carvalho.

No total, 367 servidores efetivos e contratados que trabalharam mais de 7 meses durante o ano passado tiveram acesso ao direito. “Esse dinheiro faz toda a diferença em nossa conta. Além de ser um recurso extra que a gente pode contar como poder de compra, é uma valorização dos profissionais da educação. Em 25 anos como professora, esse é o maior valor rateado em Valente desde a criação do Fundo”, afirma a professora Cecília Gonçalves.

Por outro lado, os comerciantes comemoram. “Para o comércio é bom porque esse recurso ajuda a girar a economia, justamente num mês em que as vendas caem por conta dos gastos no final de ano e material escolar. Desta forma, o município todo é beneficiado com o fortalecimento da economia”, afirma o empresário da Gui Confecções, Cleriston Silva.

A Secretaria informa que alguns professores têm direito ao recurso, mas ainda não receberam porque fecharam a conta salário no Banco do Brasil, depois de se afastarem das atividades no ano passado. “Esses profissionais devem procurar o setor pessoal da prefeitura para regularizar a pendência a fim de receber o recurso”, afirma o Diretor de Gestão de Pessoal, Adelson Dantas.

Comparação

Comparando com o rateio de 2011, a administração atual pagou mais que o dobro e a um número bem maior de funcionários. Em 2011, 249 professores receberam R$ 427,50 do conhecido “décimo quarto salário”, perfazendo um total de quase R$ 106 mil reais. No mesmo ano, Cansanção rateou R$ um milhão e meio de reais entre os professores, contratados e efetivos.

Fonte: ASCOM/PMV



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.