agricultura

terça-feira, 21 de maio de 2013 12:45

Bahia recebe 20 mil toneladas de milho para criadores familiares

O produto vai pagar o preço de R$ 18,12 a saca de 60 quilos.No mercado baiano, a cotação do grão varia entre R$ 40 e R$ 50/saca

conab coitéO termo para a doação de 20 mil das 80 mil toneladas de milho anunciadas pelo governo federal para criadores familiares baianos foi assinado nesta terça-feira (21) pelo governador Jaques Wagner e o secretário-executivo do Ministério da Agricultura, Gerardo Fontelles. Também participaram do encontro, na Governadoria, os secretários estaduais da Casa Civil, Rui Costa, e da Agricultura, Eduardo Salles.Com a doação, o estoque do estado passa de cinco mil para 25 mil toneladas de milho.

Segundo Rui Costa, o milho garante a oferta do grão por pelo menos 40 dias, a depender da procura dos criadores. “Essas 20 mil toneladas ajudam a regularizar o fornecimento, e a chegada constante das carretas viabiliza esse abastecimento”.

Adquiridas pelo governo federal através da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), as 20 mil toneladas de milho chegarão de navio e serão repassadas aos produtores por meio de venda subsidiada ao preço de R$ 18,12 a saca de 60 quilos, respeitando o limite máximo de seis toneladas por criador. No mercado baiano, a cotação do grão varia entre R$ 40 e R$ 50.

As outras 60 mil toneladas serão transportadas por via terrestre, chegando ensacadas e disponibilizadas em 24 pontos de distribuição do estado. “O milho a granel e ensacado já está sendo distribuído, e está sendo providenciado o deslocamento para cerca de dez municípios baianos”, afirmou Gerardo Fontelles.

Os recursos gerados com a comercialização serão destinados ao custeio de logística e à compra de volumosos (outros tipos de ração), para complementar a alimentação dos rebanhos. Uma das fontes desse complemento é a mucilagem do sisal.

A Secretaria Estadual da Agricultura (Seagri) trabalha também no plantio do milho precoce do tipo gorutuba nas regiões irrigadas, como a do Rio São Francisco. A variedade,que pode ser colhida em 45 dias, produz 30 toneladas por hectare. “O objetivo é fazer esse milho chegar mais próximo do produtor e minimizar as perdas, dando sustentabilidade aos nossos rebanhos”, disse Eduardo Salles.

Fonte: SECOM



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.