agricultura

quarta-feira, 22 de maio de 2013 23:36

Governo recebe pauta de reivindicações do Movimento Grito da Terra Bahia

Entre os dias 28 e 29 deste mês, a edição estadual do Grito pela Terra deve reunir cerca de cinco mil trabalhadores rurais e agricultores familiares de todo o estado em Salvador.

grito da terraEm reunião realizada na tarde desta quarta-feira (22), na Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), representantes da Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Estado da Bahia (Fetag-BA) entregaram ao governador Jaques Wagner, uma pauta de reivindicações referentes ao Movimento Grito da Terra 2013. Também participaram do encontro os secretários da Agricultura, Eduardo Salles, e de Relações Institucionais, Cézar Lisboa.

Dividido em 40 pontos temáticos, o documento aborda temas como as ações de combate à seca, regularização de títulos de terra e crédito fundiário. Para o secretário Eduardo Salles, cada negociação com os trabalhadores rurais representa um avanço em questões fundamentais, como o enfrentamento aos efeitos da estiagem, o que se torna possível, por meio da consolidação das reivindicações das diferentes entidades de classe.

“Já estamos dando os devidos encaminhamentos, acoplando sugestões e efetivando a pauta, junto também com outros movimentos”, disse Salles. Na avaliação do presidente da Fetag-BA, Cláudio Bastos, a reunião foi positiva. “Entregamos, inclusive, um conjunto de propostas elaborado por todas as federações de trabalhadores rurais do Nordeste, que pretende ajudar o governo a desenvolver a sonhada Política Estratégica de Convivência com o Semiárido com ações estruturantes”.

Outras áreas discutidas foram o reforço na assistência técnica para agricultores familiares, ampliação dos programas federais Garantia Safra e Bolsa Estiagem e seguro desemprego para assalariados rurais e safristas.

Entre os dias 28 e 29 deste mês, a edição estadual do Grito pela Terra deve reunir cerca de cinco mil trabalhadores rurais e agricultores familiares de todo o estado em Salvador. O objetivo é mobilizar os trabalhadores e reivindicar políticas públicas de fortalecimento da agricultura familiar e da reforma agrária.

Ano passado o CN cobriu o Grito da Terra veja como foi

Fonte: Secom



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.