economia

quinta-feira, 16 de maio de 2013 10:45

Maior fábrica de pães do Nordeste vai investir mais R$15 milhões em ampliação na Bahia

A nova e moderna unidade fabril produz cerca de 200 diferentes tipos de alimentos e tem capacidade instalada para fabricar 100 toneladas/dia.

padariaMaior produtora de pães do Nordeste, com produção diária de 40 toneladas/dia, a indústria Limiar investiu R$ 25 milhões em nova planta industrial, totalmente automatizada, na Rodovia BA-526 (CIA-Aeroporto). A unidade funciona desde janeiro, emprega 350 pessoas e gera cerca de mil empregos indiretos. “Já estamos planejando a ampliação. Iremos investir mais R$ 15 milhões para atingirmos 500 toneladas/dia, em cinco anos”, projeta o diretor da Limiar, João Ramos, que administra a empresa ao lado do irmão, Antônio, há 29 anos.

Em visita à fábrica, nesta semana, o secretário da Indústria, Comércio e Mineração, James Correia, disse que o setor de alimentos e bebidas tem merecido uma atenção especial do Governo do Estado. “Em Feira, participamos da inauguração da Pepsico. Na semana passada, inauguramos a fábrica de refrigerantes da Indústria São Miguel, em Alagoinhas. Agora, esta belíssima fábrica da Limiar, em Salvador”, enumerou Correia.

A nova e moderna unidade fabril da Limiar produz cerca de 200 diferentes tipos de alimentos e tem capacidade instalada para fabricar 100 toneladas/dia. “Vendemos nossos produtos para Bahia, Sergipe e Pernambuco. Com a ampliação, vamos expandir nossas vendas para toda a região”, afirma João Ramos.

Os pães congelados são o carro-chefe da empresa e ocupam mais de 60% da produção diária. Os pães saem congelados e são assados nas lojas, em equipamentos da marca colocados em regime de comodato nos pontos de venda.

O secretário disse que a empresa recebe benefícios do programa estadual de desenvolvimento, o Desenvolve, cujos recursos foram utilizados para ampliar os serviços e gerar mais empregos na Bahia. “O Governo da Bahia ajudou na concessão dos benefícios fiscais e também fez gestões junto à Coelba para resolver os obstáculos quanto ao fornecimento de energia”, explica.

Fonte: Secom



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.