bahia

quinta-feira, 17 de outubro de 2013 12:13

​Aeroporto de Itaberaba será licitado até dezembro deste ano e as obras começarão em fevereiro

Na Bahia somente os municípios de Itaberaba e Cipó foram contemplados nesta primeira fase do programa federal, que prevê obras em 50 aeroportos regionais

Ao todo 21 aeroportos na Bahia serão beneficiados.

Ao todo 21 aeroportos na Bahia serão beneficiados.

Os municípios baianos de Itaberaba e Cipó foram os primeiros a serem escolhidos pelo governo federal para receberem obras em seus aeroportos. A decisão foi anunciada terça-feira (15) pela Secretaria de Aviação Civil (SAC), órgão vinculado à Presidência da República.

Avião pousado no aeroporto de ItaberabaA SAC informa que o processo licitatório para obras em 50 aeroportos regionais em todo o Brasil serão feitas por licitação até dezembro deste ano, e que os trabalhos – incluídos em um plano de investimentos de R$ 7,3 bilhões -, serão iniciados em fevereiro de 2014.

“Essa importante conquista para Itaberaba demonstra que o município está em sintonia com o governo federal, atuando na busca de investimentos que dinamizem a economia regional”, comemora o prefeito João Filho.

Segundo a SAC, esses primeiros 50 aeródromos foram priorizados porque dependem somente da implantação dos terminais de passageiros – que terão salas de espera, áreas de inspeção de segurança, banheiros, e lanchonetes – para poder operar plenamente. Em alguns deles haverá aprimoramento nas pistas e em outros também deverá ser dada atenção aos pátios e aos demais melhoramentos e adequações dos terminais de carga.

Aeroporto de Cipó, a então candidata a presidente Dilma Rousseff decolou com os refletores acesos - foto- arquivo- Raimundo Mascarenhas

Aeroporto de Cipó, a então candidata a presidente Dilma Rousseff decolou com os refletores acesos – foto- arquivo- Raimundo Mascarenhas.

Lançado pela presidente Dilma Rousseff em 2012, o Plano de Aviação Regional abarcará também ações em outros 220 aeródromos brasileiros, que deverão ser contratadas até o fim de março de 2014, para que comecem em maio. “Nosso trabalho é atualizar os aeroportos, trazê-los para o século 21. Queremos que os passageiros recebam serviços de qualidade, sejam tratados como clientes”, afirmou o titular da SAC, ministro Moreira Franco.

“Os 50 primeiros aeródromos dependem exclusivamente de terminais de passageiros – salas de espera, áreas de inspeção de segurança, banheiros, e lanchonetes – para que possam operar plenamente, por isso foram priorizados”, explicou o assessor especial do ministro Moreira Franco, Mário Rodrigues Júnior, responsável pela execução do programa. Ele detalhou que o plano tem como objetivo adequar a infraestrutura de transporte de passageiros e cargas nos aeroportos às demandas da região onde se encontram.

Prefeito João Filho e comitiva inspecionam o aeroporto de Itaberaba

Prefeito João Filho e comitiva inspecionam o aeroporto de Itaberaba

Aeroporto de Itaberaba – O Aeroporto de Itaberaba, que passou por uma reforma em 2010, está localizado no quilômetro 4 da rodovia BA-233 e possui uma pista de 1.200 metros de extensão por 30 metros de largura, com pavimentação asfáltica e sinalizada, e é apto para pousos e decolagens noturnas. Suas coordenadas são: Latitude: -12º 30′ 02″ S / Longitude: -40º 16′ 02″ W.

Distribuição por região – Dos 50 terminais listados, 17 estão no Norte do país, 12 no Sudeste, 10 no Nordeste, 6 no Sul e 5 na região Centro-Oeste. Na próxima semana, a SAC iniciará estudos topográficos e outras coletas de dados nos terrenos onde os terminais serão construídos.

O Programa de Investimentos em Logística: Aeroportos prevê a liberação de R$ 7,3 bilhões para obras em 270 terminais aeroportuários regionais. As metas são expandir a malha aeroviária, integrar o território nacional, desenvolver polos regionais, fortalecer centros de turismo e garantir acesso à Amazônia Legal. O programa visa ampliar o acesso da população brasileira a serviços aéreos. O objetivo é que 96% da população brasileira esteja a menos de 100 km de distância de um aeroporto apto ao recebimento de voos regulares.

Bahia receberá maior verba – A Bahia, com 21 aeroportos, receberá R$ 548 milhões – o maior valor entre todos os estados nordestinos. O plano de investimentos prevê a destinação de R$ 2,1 bilhões para intervenções em 64 aeroportos do Nordeste, que é a região contemplada com o maior volume de recursos.

Os recursos virão do Fundo Nacional de Aviação Civil (FNAC) e se constituem em investimentos importantes para dinamizar a economia do interior, uma estratégia do governo para capilarizar o desenvolvimento e ampliar a infraestrutura dos municípios. Além de Itaberaba e Cipó, o programa prevê – em sua segunda etapa – obras nos aeroportos dos municípios baianos de Ilhéus, Porto Seguro, Teixeira de Freitas, Vitória da Conquista, Jequié, Maraú, Santo Antônio de Jesus, e Guanambi.

Incentivo – Para incentivar a aviação regional, o governo também concederá isenção de tarifas aeroportuárias para terminais do interior com movimentação inferior a 1 milhão de passageiros por ano e subsídios para rotas entre cidades pequenas e médias.

A aviação regional terá outros incentivos. A ideia é que, no máximo 50% dos assentos em cada voo receberão subsídios, com o limite de 60 assentos. Ou seja, qualquer empresa estará apta a receber a subvenção, não importa qual aeronave estiver usando.

Além de investimentos em aeroportos em cidades de pequeno e médio porte, serão contempladas medidas de incentivo à aviação regional com foco na viabilização de rotas de baixa e média densidade de tráfego. Com a medida, o governo espera reduzir a diferença de preço entre as passagens aéreas e rodoviárias.

Dados da Associação Brasileira de Aviação Geral (Abag) informam que, em 2011, a frota brasileira desse segmento chegou a 13.094 aeronaves, representando uma expansão de 6,3% em relação a 2010.​

Fonte: Secretaria de Aviação Civil (SAC) da Presidência da República​ ​www.aviacaocivil.gov.br



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.