mundo

segunda-feira, 14 de outubro de 2013 16:07

Acusado de genocídio, presidente da Síria afirma merecer prêmiio

A publicação também declarou que Assad havia proposto, em 2003, que todos os países da região entregassem todas as suas armas de destruição em massa

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

O presidente sírio, Bashar al-Assad, acusado de promover um genocídio contras a pessoas que não concordam com seu governo, afirmou a um jornal libanês que deveria ter recebido o prêmio Nobel da Paz. Assad fez o comentário de brincadeira, segundo o jornal, ao comentar sobre o prêmio concedido na sexta-feira (11) à organização internacional, que trabalha na Síria para destruir, até meados de 2014, o enorme arsenal de armas químicas do regime de Assad.

A publicação também declarou que Assad havia proposto, em 2003, que todos os países da região entregassem todas as suas armas de destruição em massa.

Com informações do Bahia Notícias*



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.