mundo

quarta-feira, 23 de outubro de 2013 16:35

Rússia reduz acusações a brasileira e mais 29 ativistas do Greenpeace

Os 30 tripulantes da embarcação do Greenpeace, cuja libertação foi exigida insistentemente por seus países de origem, estão presos há um mês no porto de Murmansk

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A justiça da Rússia rebaixou nesta quarta-feira (23) de pirataria para vandalismo a acusação contra os 30 tripulantes do navio Arctic Sunrise, do Greenpeace, detidos em setembro por protestar contra a exploração de petróleo no Ártico.

Entre os ativistas presos, está a bióloga brasileira Ana Paula Maciel. “A atuação dos acusados no caso penal foi requalificada com base no artigo sobre vandalismo”, disse Vladimir Markin, porta-voz do Comitê de Instrução da Rússia, a agências de notícias locais.

Os 30 tripulantes da embarcação do Greenpeace, cuja libertação foi exigida insistentemente por seus países de origem, estão presos há um mês no porto de Murmansk.

Com informações do Bahia Notícias*



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.