fatos-policiais

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013 13:38

Médico é acusado de violentar sexualmente 44 mulheres

O inquérito de 290 páginas foi enviado ao Ministério Público e contém depoimentos de 48 pessoas.

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Foto: Divulgação/Polícia Civil

A Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) concluiu na última terça-feira (17) as investigações sobre as acusações feitas contra o médico Wesley Ferraz de Carvalho, de 56 anos, suspeito de violentar sexualmente 44 pacientes durante consultas em Porto Seguro, Eunápolis e Teixeira de Freitas, no extremo sul da Bahia.

O inquérito de 290 páginas foi enviado ao Ministério Público e contém depoimentos de 48 pessoas.

Preso há 22 dias no Conjunto Penal de Eunápolis, o clínico geral é indiciado por violação sexual mediante fraude e estupro de vulnerável, além de estelionato.

De acordo com informações divulgadas pela assessoria de imprensa da Polícia Civil, Wesley costumava apalpar, sem luvas e jaleco, as regiões genitais das vítimas durante os exames. 

Com informações do BN*



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.