fatos-policiais

sábado, 28 de dezembro de 2013 10:21

Presidiário morre em confronto com a PM em Caldas do Jorro

Lucas estava custodiado no presidio de Simões Filho,onde respondia por porte ilegal de armas e trafico de drogas, e foi beneficiado com o induto de Natal.IMG-20131227-WA0003

lucas-macedo-tucano-des

O presidiário Lucas Santos Macedo, de 24 anos,foi morto no final da tarde de sexta-feira (27), durante uma troca de tiros com policiais militares do 1º Pelotão/Caldas do Jorro, sob o comando do tenente Alex Andrade e o CETO do 5º BPM/Euclides da Cunha. A ação policial aconteceu por volta das 17h30, na Rua José Penedo, no bairro – Lagoa do Astério, no distrito de Caldas do Jorro.

Segundo informações da PM, os policiais foram informados via denúncia anônima,que em uma residência no referido bairro, havia vários homens armados e ao se deslocarem para o local no intuito de averiguar a veracidade da denúncia,as guarnições foram recebidas à bala.

Ainda de acordo com a Polícia Militar,durante o confronto,um dos elementos acabou baleado. Atingido em várias partes do corpo, Luquinhas como era conhecido, foi socorrido pelos PMs para a emergência do Hospital Mariana Penedo, onde acabou não resistindo aos ferimentos e faleceu.

Informações do site Gil Santos Noticias dão conta que Lucas estava custodiado no presidio de Simões Filho,onde respondia por porte ilegal de armas e trafico de drogas, e foi beneficiado com o induto de Natal.IMG-20131227-WA0003

Durante a operação, os policiais prenderam três comparsas de Luquinhas,Jonata Nascimento Santos, vulgo “Dentinho”, de 27 anos, natural de Feira de Santana, Jadson Silva Soares,26 anos e Vando Silva dos Santos, ambos naturais de Salvador, e apreenderam, um revolver calibre 38 e cerca de 1,5kg de crack. Os demais conseguiram fugir.

Redação CN * fonte Gil Santos Noticias

 



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.