colunas

segunda-feira, 30 de junho de 2014 19:27

Meu Deus. Com Quem Eu Casei ? – Ângelo Almeida

Viver e conviver é um assunto indispensável e fundamental, porém o mais complexo para quem não aprendeu a viver.

Não é uma novidade o que estamos passando, se repete por décadas, séculos esse assunto. Viver e conviver é um assunto indispensável e fundamental, porém o mais complexo para quem não aprendeu a viver.
Grandes profissionais despencam e não decolam em muitos casos – frustração acumulada por não conseguir conviver com o cônjuge. Empresas e grandes corporações são desestruturadas – um dos motivos está o não entender como se relacionar com o outro – quando se espera uma equipe se forma uma competição interna quando era para competir externamente.
Catalogamos algumas causas e motivos diferentes e, até mesmo, engraçados, tipo:
 
A versão da mulher e do homem:
Item 1 – Minha esposa quer que eu ensine a dirigir na estrada de alta velocidade. Isso mesmo – ela já quer dirigir na pista, não sabendo ela ainda passar a segunda marcha;
Item 2 – Meu esposo fez um gasto de 3 (três) salários mínimos, quando ele ganha, somente, 1,5 (um salário mínimo e meio), e, pior, é que ele não comprou, nem mesmo o meu absorvente do mês, não comprou a ração do gato;
Item 3 – Atendi ao telefone do meu esposo e apareceu “0000000”, do outro lado uma mulher falou: tenho um presente pra você… Desliguei na cara dela;
 
Justificativa e resposta do homem:
Item 1 – Não posso ensinar a dirigir na estrada de alta velocidade, e sim em um terreno isolado de movimentações. Expliquei pra minha esposa que ela deixa o automóvel parar na transferência da segunda marcha, e esse motivo poderia causar um acidente;
 
Justificativa e resposta da mulher:
Item 2 –  Meu esposo sabe que tenho salário, mas ele é o homem da casa – é obrigatório cuidar da mulher dele – se não compra absorvente é demonstração que não tem mais interesse em mim. Eu ganho salário mínimo e já estou comprometida com o meu salário – eu fiz um empréstimo que e compromete 60% do meus ganhos;
 
Justificativa e resposta do homem:
Item 3 – Minha esposa recebeu uma ligação de telemarketing através do Skype que usa VoIP – conexão de voz sobre a Internet;
 
A intermediação dos conflitos realizado através de um Terapeuta:
Essas 3 (três) situações demonstram um equívoco e total antecipação de pensamentos de ambas as partes. Cavaram uma cova antes da morte de um defunto. O que se percebeu é uma má percepção por não conseguiram analisar sensatamente e logicamente os fatos.
Os itens acima mencionados, a depender de quem ouve é analisado como uma “piada”, ou – “isso não é real”, ou na falta de educação a pessoa poderá dizer – “é burrice…”. Entretanto, não é piada, nem irreal, e nem mesmo é burrice.
Vivemos uma realidade de total estresse – um excesso de consumo do cérebro, e essa energia se esvai com um estresse além do que se permite o órgão do corpo humano: cérebro. Quando se cobra demais de um órgão do corpo humano – ou se debilita ou é um receptor de choque e energia negativa. No entanto, é perceptível que é necessário rever a posição dos sexos homem e mulher. Tem mulher que tem força e metabolismo ou hereditariedade mais forte que um homem, isso é indeterminado por nós, mas por uma evolução genética da família. Portanto, discriminamos nem o homem e nem a mulher, porque cada um dos sexos deverão se auto-analisar para conhecer o seu limite, até onde é possível fazer alguma coisa.
No Reino Animal dos Racionais e Irracionais: os seres humanos são os que menos se divertem. A maioria dos seres do Reino Animal a maior parte do tempo – vivem se divertindo, repousando, namorando e se alimentando. Bem diferente esse comportamento perante os “seres racionais” – nós a raça humana.
Consideremos que os músculos das mulheres atléticas são  bem mais capacitados atividades pesadas que um Executivo sedentário que o seu esforço não passa de teclar no seu notebook. Portanto, não está no sexo “frágil”, mas como utilizamos o nosso cérebro e corpo para tal fim.
Portanto, com quem – você se casou? Com um ser humano – movido a emoções que se alternam, e que a depender do estilo de vida que a pessoa está vivendo ou praticando, este ou aquele – está vulnerável  ou não as fraquezas, ao esgotamento físico e mental – o que está causando o desentendimento, o que está promovendo a falta de diálogo nos casais aqui acima mencionados nos itens.
Por fim, reservemos um descanso maior, dependemos mais do bom sono par repor as energias perdidas e para melhor o cérebro trabalhar e processar com mais lógica as informações e as tomadas de decisões.

Ângelo Almeida, Terapeuta Psicanalista
www.facebook.com/terapeutaonline
Autor do Livro: Mediação dos Conflitos Familiares: Foco no transtorno de personalidade do adolescente. Link do livroclique aqui  ou  https://agbook.com.br/book/150814–PSICOTERAPIA_BREVE_NA__MEDIACAO_DOS_CONFLITOS_FAMILIARES



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.