bahia

segunda-feira, 30 de junho de 2014 16:57

Mulher esfaqueada por ‘ex’ na escola de filho morre 21 dias após crime

O enterro está marcado para às 10h de terça-feira (1º), no cemitério municipal de Jaguaquara.

Estado de saúde da mulher era gravíssimo

Estado de saúde da mulher era gravíssimo

A mulher esfaqueada no dia 9 de junho pelo ex-marido, dentro de uma escola particular na cidade de Jaguaquara, no centro-sul da Bahia, morreu na madrugada desta segunda-feira (30), no Hospital Geral Prado Valadares, em Jequié, onde tentava se recuperar desde o dia do crime.

Ela foi atacada pelo caminhoneiro, de 54 anos, na Escola “Passinhos Firmes”. A vítima, que estava com 34 anos, tinha ido visitar o filho, que estuda na unidade e presenciou o crime. A criança está sob cuidados da família da mãe.

De acordo com informações da unidade de saúde, a vítima foi atingida na mão, no braço e no pulmão. O laudo do Departamento de Polícia Técnica (DPT) deve sair em 30 dias. Segundo o hospital, o quadro de saúde dela se agravou por conta dos ferimentos no pulmão.

O suspeito já esteve na delegacia para prestar depoimento, logo após o crime e foi liberado em seguida. O corpo está no Instituto Médico Legal (IML) de Jequié e deve ser liberado no fim da tarde desta segunda-feira (30). O enterro está marcado para às 10h de terça-feira (1º), no cemitério municipal de Jaguaquara.

Caso
A mulher tinha deixado o suspeito há cerca de um mês. Segundo a delegada Maria do Socorro Damásio, da 9ª Coorpin-Jequié, o homem confessou o crime. “Após esfaquear a vítima, ele ligou para a ex-sogra e contou o que tinha feito. Ele também falou, pelo telefone, com o investigador que estava no local do crime e confessou”, afirmou a delegada.

A policial conta que o suspeito não aceitava a separação e não deixava a ex-mulher se aproximar do filho de 8 anos. “Quando ele descobriu que ela havia ido à escola da criança, para visitá-lo, pegou uma peixeira e foi até o local”, contou a delegada. “Ela foi atingida em dois lugares. Teve o pulmão esquerdo perfurado e um ferimento abaixo da costela”, disse Maria do Socorro. 

Redação: CN*Informação: G1



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.