politica

sábado, 20 de setembro de 2014 12:52

Instituto Brasil desviou cerca de R$ 50 milhões para PT da Bahia, afirma presidente; Rui Costa nega e pede investigação pela denuncia

O candidato ao Governo Rui Costa estaria envolvido no esquema. Costa desafia a denuncia que deve provar seu envolvimento.

Rui vai processar autora da denuncia.Para ele não passa de acusação leviana para prejudicar sua campanha.

Rui vai processar autora da denuncia.Para ele não passa de acusação leviana para prejudicar sua campanha.

Um desvio milionário de verba pública foi revelado pela presidente do Instituto Brasil, Dalva Sele Paiva, à revista Veja. A entidade é uma ONG criada por petistas da Bahia e foi escolhida, em 2008, pelo governo do estado, para construção de 1120 casas populares para famílias de baixa renda. Recursos do Fundo de Combate à Pobreza para o projeto somam R$ 17,9 milhões.

O Instituto é investigado pelo Ministério Público desde 2010 e já havia provas de que parte do dinheiro desapareceu. Em entrevista à publicação, a presidente revelou que a entidade foi criada com o objetivo de financiar o caixa eleitoral do PT na Bahia. Entre os apontados como envolvidas no esquema estão dirigentes locais e o candidato do PT ao governo estadual, Rui Costa, que recebiam entre R$ 3 mil e R$ 5 mil reais por mês.

Para desviar os fundos, a entidade simulava prestação de serviço com os recursos recebidos e fiscalização dos próprios petistas. Posteriormente, o dinheiro era repassado para candidatos. Quando um acordo pagava a construção de 1000 casas, por exemplo, apenas 100 eram construídas. Cerca de R$ 50 milhões foram movimentados desde 2004. Para Dalva, é “impossível” que o governador Jaques Wagner não soubesse dos desvios, apesar de não o acusar. “Vou levar todos esses fatos ao conhecimento do Ministério Público. Quero encerrar esse assunto, parar de ser perseguida. O ônus ficou todo comigo”, disse.

‘Eu quero que provem o meu envolvimento neste caso’, diz Rui Costa sobre acusações

O candidato do PT ao governo da Bahia, Rui Costa, reagiu à matéria publicada pela revista Veja, na qual é apontado como um dos envolvidos em um esquema de desvio de aproximadamente R$ 50 milhões por meio do Instituto Brasil. Para o petista, a reportagem é “inescrupulosa e a serviço do velho coronelismo baiano”. Rui afirmou que não passa de uma estratégia de usar uma “revista aliada” com o objetivo de repercussão no horário eleitoral gratuito e solicitou que as autoridades competentes investiguem o caso severamente.

“Envolver meu nome neste assunto faz parte de uma estratégia leviana e suja. Agora, eu quero que provem o meu envolvimento neste caso. É um desafio”, disse em comunicado oficial. Na reportagem, o candidato é acusado de receber entre R$ 3 mil e R$ 5 mil mensais em um esquema que abastece o caixa eleitoral do PT na Bahia, de acordo com Dalva Sele Paiva, presidente da ONG. O candidato irá interpelar judicialmente a revista Veja e a autora das denúncias ainda nesta semana.

Informações do Bahia Noticias



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.