conceicao-do-coite

quinta-feira, 18 de setembro de 2014 17:59

Paciente do CAPS de Coité sobe mais uma vez em torre e ameaça se jogar

Esta foi a quarta vez que o doente mental subiu em torre.Sempre desceu com ajuda, sendo que a primeira vez a equipe do Corpo de bombeiro de Feira de Santana foi até o povoado de Domingos, onde mora.

Impressionante como ele ficou em um local, com problema de epilepsia e não caiu.

Impressionante como ele ficou em um local, com problema de epilepsia e não caiu.

O paciente do Centro de Atenção Psicossocial – CAPS Egídio Carmo dos Santos, 45 anos, mais uma vez ameaçou se suicidar ao subiu em uma torre de telefonia da VIVO que fica em frente a entidade por volta das 12h desta quinta-feira,28. Esta foi a segunda vez que o doente mental subiu na mesma torre e a quarta a escalar torres, outras duas vezes foi no seu povoado de origem Domingos, a cerca de 10km da sede de Conceição do Coité.

Cesar Maciel sempre segurando o doente enquanto recebia o apoio de Robson que segurava uma corda.

Cesar Maciel sempre segurando o doente enquanto recebia o apoio de Robson que segurava uma corda.

A Brigada Voluntária Anjos da Vida através de César Maciel e Robson Oliveira que subiram a torre e com o suporte de Cristiano Oliveira, mais uma vez teve um papel fundamental para negociar e depois de mais de duas horas trazer o paciente para o solo, pois segundo César Maciel é um tipo de resgate complicado, principalmente por se tratar de uma pessoa que tem deficiência nos pés e diferente da ultima vez quando o próprio César subiu para resgatá-lo, Egídio foi somente até a metade da torre, desta vez foi até o topo.

Egídio apresentava muito cansaço ao ser colocado no solo e amparado por Cristiano.

Egídio apresentava muito cansaço ao ser colocado no solo e amparado por Cristiano.

Em contato com Márcio Bary funcionário do CAPS, Egídio se torna uma pessoa muito estressada quando sente que não é prioridade, “ele quer as coisas do jeito dele e de imediato, mas na saúde mental não tem prioridades, pois todos pacientes aqui são iguais a ele, mas ele falta a paciência e age com revolta.Mas damos um tratamento a todos igualmente” garantiu Márcio.

Na foto ao fundo aparece o CAPS, frente a frente com a torre.

Na foto ao fundo aparece o CAPS, frente a frente com a torre.

Egídio foi levado para o Hospital, pois com um semblante bastante abatido não respondia nada que lhe perguntava e chorava.
Ao todo foram quase quatro horas entre a escalada a torre por Egídio e o retorno ao solo.

Vivo deve ser responsabilizada – Um advogado que presta serviço a Prefeitura disse que pretende acionar a empresa de telefonia para garantir segurança na área da torre, pois a grande não tem cadeado e facilitar a entrada e consequentemente a subida da torre por qualquer pessoa.

No mês de abril de 2013 Egídio quase arrancou o dedo de um policial a paisana que tentou acalmá-lo depois que destruiu móveis e computadores de uma loja credenciada a Coelba.

Redação CN * fotos: Raimundo Mascarenhas e internauta Robinho



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.