conceicao-do-coite

quinta-feira, 11 de setembro de 2014 17:26

Último dia para vacinar cães e gatos é neste sábado dia 13

Segundo dados da Vigilância Epidemiológica, no 1º semestre de 2014 foram realizados 74 atendimentos por mordedura de cães e gatos

A campanha municipal de vacinação anti-rábica para cães e gatos está na fase final no município de Conceição do Coité. Neste sábado, 13 de setembro de 2014, das 8h às 16h, a Secretaria de Saúde de Coité realizará o último dia da campanha com diversos postos de vacinação na cidade.

“A adesão da população às campanhas de vacinação contra Raiva tem mantido o município livre da raiva em humanos e em cães e gatos. Embora a raiva esteja controlada nessas espécies, isso não nos isenta da vacinação anual que, além de obrigatória por lei, é o fator de maior relevância para garantir a manutenção de controle da raiva nas populações de cães e gatos e por consequência para a população humana’, explicou o secretário de Saúde, Leonardo Mascarenhas.

Segundo dados da Vigilância Epidemiológica, no 1º semestre de 2014 foram realizados 74 atendimentos por mordedura de cães e gatos. “Os casos notificados de agressão são encaminhados para tratamento ou observação domiciliar, mas não houve nenhum caso grave justamente devido à cobertura vacinal contra raiva”, informou Deniere Santiago coordenadora de Vigilância Epidemiológica do município. Até o momento foram vacinados 7.706 animais, sendo 6.196 cães e 1.510 gatos.

“Vale frisar que o serviço é gratuito e o proprietário precisa transportar seu animal de forma adequada: cães devem estar com coleiras e guias; gatos, em caixas de transporte apropriadas para evitar fugas e acidentes”, orientou Daniere.

Postos de vacinação contra a Raiva no sábado dia 13:
Rodoviária
Bairro da Quadra
Centro de Abastecimento
Açudinho (Posto fixo já em funcionamento das 9h às 16h).

“Contamos com o apoio de toda a população para que leve seus animais para vacinar e, assim, ajude a proteger sua casa, seu bairro e sua cidade dessa doença que mata”, finalizou Santiago.

Sobre a doença – O homem recebe o vírus da raiva através do contato com a saliva do animal enfermo. Isto quer dizer que, para ser inoculado, não precisa necessariamente ser mordido – basta que um corte, ferida, arranhão profundo ou queimadura em sua pele entrem em contato com a saliva do raivoso.

Independente da forma de penetração, o vírus se dirige sempre para o sistema nervoso central. O tempo de incubação, porém, varia com a natureza do vírus, o local da inoculação e a quantidade inoculada. Se o ponto de contágio tiver sido a cabeça, o pescoço ou os membros superiores, o período de incubação será mais breve, porque o vírus atingirá a região predileta com maior rigidez. A partir daí, o vírus migra para os tecidos, mas sobretudo para as glândulas salivares, de onde é excretado juntamente com a saliva.

Tanto no homem como nos animais, quando os sintomas da moléstia se manifestam, já não há mais cura possível. Assim, todo tratamento tem que ser feito durante o período de incubação, quando o paciente não apresenta sintomas e não manifesta queixas.
Mais Informações
Paulo Marcos Santos
Assessor de Comunicação do Governo da Gente
Secretaria de Comunicação e Relações Institucionais



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.