educacao

segunda-feira, 02 de fevereiro de 2015 14:46

Bahia tem primeira surdocega do país aprovada em curso universitário

Quando não está estudando, ela ajuda a mãe dentro de casa. Contudo, nos últimos meses, Janine só se dedicou ao vestibular.

JANINE

Foto Reprodução (TV Bahia)

Janine Farias, de 22 anos, é a primeira surdocega congênita no país a ser aprovada em uma Universidade do Estado da Bahia (Uneb), segundo informações do Grupo Brasil de Apoio ao SurdoCego e ao Múltiplo Deficiente. Moradora de Barreiras, oeste da Bahia, a jovem superou as dificuldades, adotou uma rotina de estudos e agora vai cursar Pedagogia.

“Foi felicidade muita, muita, muita. Eu passei para ela quando eu tive realmente certeza que ela tinha passado. Ela fez festa, ligou para a irmã para dizer que tinha passado, gritou o irmão aqui. Foi uma festa aqui dentro de casa”, disse a mãe, Sandra Samara Farias.

Para chegar até aqui, Janine aprendeu o braile e a língua de sinais. Ela passou pelo ensino infantil, fundamental e médio em escola normal. A mãe lembra que correu atrás de escolas, projetos sociais e mudou completamente a rotina para que Janine estudasse.

“Da falta de profissional para trabalhar com ela, eu me especializei. Busquei aprender a língua de sinais, o braile, fiz diversos cursos, me graduei em pedagogia, me especializei em educação inclusiva e hoje estou fazendo mestrado também na área de surdocegueira. Tudo para dar subsídios para ela”, relata.

Quando não está estudando, ela ajuda a mãe dentro de casa. Contudo, nos últimos meses, Janine só se dedicou ao vestibular. Ela sabia que seria difícil – concorria a vaga comum e não por cotas. A rotina de estudos foi bem intensa.

“Eu passei no vestibular na Uneb e fiquei muito feliz. Eu gritava, eu gritava de felicidade. Vou fazer pedagogia, vou ser professora. Eu desejo ensinar as pessoas o braile”, afirma a jovem, que tem fala traduzida pela mãe. A escolha pelo curso foi baseada em um grande exemplo.

G1BA



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.