bahia

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015 15:17

Morre em Coité homem que dizia ter convivido com 65 mulheres e tido 43 filhos

Mesmo tendo vivido essa aventura era bastante querido pelos filhos a até mesmo pela esposa que acompanhou tudo.

Dona Valdete sempre conviveu com "esse galinha" como afirma, mas nunca abriu mão.

Dona Valdete sempre conviveu com ele, mesmo aprontando.

Morreu por volta das 11h30 desta segunda-feira,16, em sua residência, na fazenda Pedreira, cerca de 4 km do centro de Conceição do Coité, Manoel de Jesus dos Anjos, conhecido por Nascimento, 73 anos. Ele que há muito tempo sofreu um Acidente Vascular Cerebral – AVC a cerca de 10 anos, passou a ter dificuldade de locomoção e com o passar do tempo queixava de “queda de nervos”, como chamava a doença que afetaram todo seu sistema nervoso, mesmo assim levava a vida com bom humor até que recentemente sofreu novo AVC e passou a ter a saúde mais fragilizada, e na última sexta-feira, 13, perdeu a voz a visão, segundo informou Anderson um dos filhos e nem por isso perdeu o humor e com gestos passava alegria a família até ontem (16) conforme falou ao Calila a sua esposa Valdete da Silva.

Seo Nascimento ficou conhecido depois que o CN fez uma reportagem intitulada “Homem afirma ter convivido com 65 mulheres a gerado 43 filhos” em abril de 2013. (Veja a reportagem também em vídeo)

O corpo está sendo arrumado por uma funerária na residência que fica a cerca de 300 metros da BA 120 na região das Casas Populares, precisamente vizinha ao Motel Ferrari, mas seguirá para Santaluz onde será sepultado às 10h de terça-feira, 17, saindo do Bairro Mãe Rufina.

Val foi tolerante ao extremo, e Nascimento a teve como a numero 1.

Val foi tolerante ao extremo, e Nascimento a teve como a numero 1.

Em contato com a esposa Dona Val como é conhecida, ela admitiu que o esposo conviveu mesmo com a quantidade de mulher que ele dizia, mas não teve nenhum casamento oficializado, e que no fim do mês passado, ele de forma espontânea pediu para se casar com ela, e um oficial do Cartório Civil foi até a residência realizar a união estável.

“Ele sabia que não ia viver muito, depois desse segundo derrame ele me falou com convicção que não ia demorar morrer, e como se tivesse adivinhando, disse que seria entre segunda e terça-feira, e realmente aconteceu”, contou a esposa.

A cada instante chega filho para se despedir do “velho Nascimento”, e ao que parece, mesmo sendo em grande quantidade, pelo menos o que chegaram a residência foram unânimes em dizer que era um grande homem e um pai exemplar.Anderson o mais novo e único que acompanhou de perto o drama do pai, por morar na mesma casa está inconformado.

Redação CN



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.