bahia

quinta-feira, 24 de março de 2016 00:03

Coité – Homem vive sem os dois rins e mesmo assim é considerado o morador mais alegre de Bandiaçu

O vídeo que você vai assistir agora conta a rotina de Eri, e serve para uma boa reflexão para as pessoas saudáveis pensar duas vezes antes de dizer que "a coisa tá ruim".

ei não pode ficar mais e quatro horas fora de seu quarto.

ei não pode ficar mais e quatro horas fora de seu quarto.

Quem chegar ao Distrito de Bandiaçu, localizado às margens da BA 409 entre Conceição do Coité e Serrinha, e perguntar quem é a pessoa mais alegre da comunidade, certamente vai ouvir de muita gente que essa pessoa é ‘Eri’, que assina como Eriosvaldo Santana Carneiro, 39 anos, casado, pai de uma filha, mas que depois de sofrer um sério problema renal acabou perdendo os dois rins a cerca de 3 anos.

Eri atualmente vive de uma aposentadoria simples, já que ficou impossibilitado de trabalhar, pois além de não poder realizar esforços físicos como fazia na roça, precisa dedicar diariamente parte do seu tempo  a sua própria saúde realizando o Diálise Peritoneal, um procedimento que substitui o trabalho de seus rins, removendo o excesso de água, resíduos e substâncias químicas de seu corpo.

O semblante de Eriosvldo não revela seu grande problema.

O semblante de Eriosvldo não revela seu grande problema.

Eri faz uma auto hemodiálise, pode se dizer assim, já que possui um quarto nos fundos de sua residência que frequenta quatro vezes por dia, com tempo de aproximadamente 25 minutos, cada sessão.

Muita gente deve perguntar. Esse cidadão não está na lista de espera de transplante? Não. Ele disse não ter condições financeiras para pagar por um exame que custa R$ 1.200, segundo ele, após o resultado deste exame o médico pode avaliar se tem ou não condições de receber rins via transplante.

Portanto, enquanto não faz o exame, ele vive uma vida de extremo cuidado consigo mesmo, obedecendo as rigorosas regras das sessões, higiene e alimentação, e sonhando um dia poder voltar a se alimentar e beber água a vontade.” Sinto muita sede, gosto tanto de água, mas meu limite máximo de consumo é meio litro por dia, incluindo frutas, sucos, enfim, qualquer alimento que contenha liquido.

O vídeo que você vai assistir agora conta a rotina de Eri, e serve para uma boa reflexão para as pessoas saudáveis pensar duas vezes antes de dizer que “a coisa tá ruim”.

Obs: no momento que cito lista de transplantado, quero dizer lista de espera de transplante. Telefone de Eri 75 9 9992 – 3109

Redação CN / Fotos e vídeo: Raimundo Mascarenhas



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.