riachao-do-jacuipe

segunda-feira, 21 de março de 2016 11:01

Padre lamenta a “falta de interesse” do Governo na revitalização do Rio Jacuípe

O padre contou também já participou de vários encontros com a SEMA e no ultimo, o secretário Eugênio Spengler, se comprometeu a enviar equipes técnicas para fiscalizar as situações apresentadas e até o momento ninguém apareceu.

Padre Alessandro tem defendido as causas em Riachão, não somente as religiosas.

Padre Alessandro tem defendido as causas em Riachão, não somente as religiosas.

O padre Alessandro Mendonça Nonato, da Paróquia Nossa Senhora da Conceição,em Riachão do Jacuípe em contato com o Calila Noticias, lamentou o que chamou de desinteresse da Secretaria do Meio Ambiente do Estado da Bahia (SEMA) pela causa do Rio Jacuípe. Genuinamente baiano,o rio tem suas nascentes no município de Morro do Chapéu, desce sertão abaixo pelo semiárido ao norte do Piemonte da Chapada Diamantina, formando a bacia do Jacuípe, banhando vários municípios da vasta região do semiárido baiano, chegando ao município de Antônio Cardoso, onde desemboca no rio Paraguaçu, compondo o lago da barragem de Pedra do Cavalo, e daí, segue pelas cidades de Conceição da Feira, Governador Mangabeira, Cachoeira, São Félix e Maragojipe, chegando à Baía de Todos os Santos, onde desemboca na região metropolitana de Salvador.

“A gente vê que as promessas são feitas e não são cumpridas. Ficamos tristes com essa ação do governo estadual, pois ele tem a responsabilidade de cuidar do rio e acionar também o governo federal, enfim, assumi aquilo que lhe pertence. O rio está degradado, não tem mais profundidade e suas margens estão estragadas e sendo destruídas com as olarias e coisas desta natureza. Quase todos os esgotos das cidades ribeirinhas caem dentro do rio. Enfim falta politica públicas”, desabafou o vigário.

O padre contou também já participou de vários encontros com a SEMA e no ultimo, com a presença dos deputados Alex da Piatâ (PSD), Neusa Cadore (PT) e membros da Associação de Proteção Ambiental Amigos do Rio Jacuípe, solicitaram apoio do Estado para a preservação do Rio Jacuípe e segundo ele, o secretário Eugênio Spengler, se comprometeu a enviar equipes técnicas para fiscalizar as situações apresentadas e conscientizar a população, ainda de acordo com o religioso, o secretário informou que estava elaborando um Plano de Bacia Hidrográfica que faria um diagnóstico que definiria as principais ações a serem aplicadas na gestão e revitalização do rio e até o momento ninguém apareceu.

Vale ressaltar que Associação de Proteção Ambiental Amigos do Rio Jacuípe (APAARJ) é uma entidade criada há três anos com objetivo de contribuir com a preservação do rio e tem o papel de trabalhar na defesa do Jacuípe, pois “o rio que está morrendo e isso ameaça a vida, estivemos em Salvador naquela época para apresentar nossos projetos e desejos em prol do rio e da natureza da região”, finalizou padre Alessandro.



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.