politica

terça-feira, 01 de março de 2016 08:58

Paulinho da Força recebe titulo de cidadão soteropolitano e elogia trabalho de Luciano Araújo a frente do Solidariedade na Bahia

Paulinho da Força é um dos principais articuladores para o impeachment da presidente Dilma e responsável pela criação do Solidariedade, um dos mais novos partidos.

paulinho da força recebe titulo de cidadão soteropolitano - 6

O presidente nacional do Solidariedade e deputado federal pelo estado de São Paulo, Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força, recebeu na noite de segunda-feira (29), em uma solenidade bastante concorrida no Plenário Cosme de Farias, da Câmara de Vereadores, em Salvador, o título de Cidadão Soteropolitano. O projeto de resolução nº 2.359/2014 que concedeu a honraria foi de autoria do vereador Geraldo Júnior (SD). O prefeito ACM Neto, deputados estaduais Pablo Barrozo, Marcell Morais e Luciano Simões e o deputado federal Bebeto também marcaram presença no evento, mas só aconteceu dois discursos, do vereador Geraldo Junior e do homenageado.

Geraldo Junior entrega titulo a Paulinho da Força.

Geraldo Junior entrega titulo a Paulinho da Força.

Ao discursar abrindo a solenidade, o vereador Geraldo Júnior leu a biografia de Paulo Pereira e destacou três características; segundo ele, Paulinho é uma pessoa leal, transparente e com vontade de fazer, “sendo assim responsável por grandes conquistas como o reajuste anual do salário mínimo e a criação da Participação dos Trabalhadores nos Lucros ou Resultados das Empresas (PLR) e por ser um símbolo de luta pelos direitos trabalhistas. A honraria que concedo a esse grande amigo é mais que merecida, é um reconhecimento pela sua atuação voltada aos interesses do trabalhador brasileiro”, afirmou o vereador.

Paulo Pereira da Silva, conhecido como Paulinho da Força, iniciou seu discurso falando de sua trajetória de vida, disse que nasceu na cidade Porecatu, no Paraná, e na década de 70, mudou-se para São Paulo, onde trabalhou como metalúrgico, foi nesta época que entrou para o sindicato e liderou as lutas por melhores condições de trabalho e pelo seu envolvimento no movimento da força sindical passou a ser chamado “Paulinho da Força”.

paulinho da força recebe titulo de cidadão soteropolitano - des

Na condição de pessoa que tem como característica cobrar e reivindicar, aproveitou para fazer um pedido a ACM Neto em nome dos mototaxistas, a regulamentação da categoria. 200 motociclistas recepcionaram Paulinho da Força no Aeroporto Luiz Eduardo e reivindicaram a regularização da categoria. “Vim receber o titulo mas sendo sindicalista aproveito para lhe pedi ACM, que atenda essa classe”.

Paulinho disse que aumento a bancada de baianos na Câmara Federal.

Paulinho disse que aumento a bancada de baianos na Câmara Federal.

Paulo Pereira não deixou de criticar o governo do PT e tanta corrupção, demonstrou pessimismo quando falou da situação do desemprego que segundo ele vai aumentar e nos próximos 3 meses serão mais de quatro milhões de empregos a menos.Deixou claro que continuar a luta pelo saída da presidente Dilma, e entre tantas lamentações citou que a presidente abandonou uma industria brasileira que fabricava a moeda e contratou uma empresa canadense.

Paulinho agradeceu o titulo e afirmou que a bancada baiana aumentou na Câmara Federal, segundo ele eram 39 deputados e agora soma 40, pois, vai defender as causas da Bahia no parlamento. Aproveitou também para elogiar o prefeito ACM Neto e disse que a Bahia lhe espera.

Mas nem tudo foi flores para Paulinho, antes de sua chegada ouviu representantes dos movimentos sociais criticando a atitude dele que levou acarajé para o plenário da Câmara – a forma irônica que ele encontrou para criticar as denúncias reveladas na última fase da Operação Lava Jato que levou o nome do quitute baiano.Os representantes consideraram uma “profanação” e um “desrespeito” usar um símbolo sagrado no candomblé para se referir à propina e corrupção.

paulinho da força recebe titulo de cidadão soteropolitano - 3

Paulinho tentou esclarecer durante seu discurso, segundo ele conhece e respeita a tradição da Baiana do Acarajé e não teve a intenção de menosprezar o produto. Segundo ele quem deu o nome de propina do acarajé foi Lula e Dilma e que ele só distribuiu no Congresso.

Titulo de cidadão ao líder maior do Solidariedade fortalece o partido em Salvador e na Bahia

Luciano preside o Solidariedade na Bahia e é o tesoureiro nacional.

Luciano preside o Solidariedade na Bahia e é o tesoureiro nacional.

O presidente estadual do Solidariedade, o valentense Luciano Araújo chegou ao lado de Paulinho às 19h25 na Câmara Municipal e viu uma grade recepção, militantes e simpatizantes vestido com as cores do partido e dando boas vindas ao novo cidadão soteropolitano.Sobre o titulo de cidadão, Luciano falou que foi um momento de confraternização e fortalecimento dos laços de Paulinho da Força com Salvador e com a Bahia, pois, trata-se de uma força nacional e tem ajudado o estado, em especial no fortalecimento da legenda, “hoje, um partido importante no estado”.Afirma.

Luciano a Paulinho recepcionados pela militância.

Luciano a Paulinho recepcionados pela militância.

Ele disse que mais de 45 lideranças de Salvador já se filiaram ao partido e a tendência é que, até o final do prazo de filiações, mais interessados ingressem no partido com planos de concorrerem a vagas para a Câmara Municipal.Disse também que em nível de estado, o Solidariedade tem comissão provisória em mais de 300 municípios e a ideia, segundo Luciano, é chegar nos 417, para isso garante que vem intensificando os trabalhos.Luciano informou que já existem mais de 350 vereadores filiados a legenda e todos vão para reeleição, “um grande número com perspectiva de vitória”. Afirma.

Em Salvador, os vereadores Geraldo Junior e J. Carlos já estão filiados ao Solidariedade. “A expectativa é eleger na capital quatro a cinco vereadores e o partido vai marchar sozinho e não irá se coligar com ninguém”. Avisou.

Paulinho satisfeito com o crescimento do Solidariedade na Bahia

Paulinho da Força é o líder maior do Solidariedade no Brasil.

Paulinho da Força é o líder maior do Solidariedade no Brasil.

O crescimento do Solidariedade no estado da Bahia vem chamando atenção do Paulinho da Força que considerou Luciano Araújo como revelação, pelo trabalho que vem realizando na organização do partido em todos os municípios e o esforço para que sejam eleitos vários prefeitos e vereadores. Paulinho disse ao Calila Noticias que conheceu Luciano Araújo na formação do partido, ele se tornou tesoureiro nacional da legenda e assumiu a presidência do partido no estado.

Paulinho confirmou o que Luciano Araújo havia informado ao CN, que os dirigentes do partido têm palavra e não haverá intervenção nas comissões durante o período eleitoral.Além de ser presidente do Partido Solidariedade, Paulinho da Força é presidente licenciado da Força Sindical e já esteve à frente da mobilização e paralisação por parte dos trabalhadores e contra o aumento de tarifas de ônibus em diversas capitais do Brasil, inclusive em Salvador.

ACM Neto falou com a imprensa, mas não usou a tribuna da Câmara

Solidariedade é partido da base de oposição na Bahia e no Brasil.

Solidariedade é partido da base de oposição na Bahia e no Brasil.

O prefeito ACM Neto esteve presente na solenidade de outorga de titulo de cidadão soteropolitano a Paulinho da Força, mas não discursou. Ao CN ele disse que se aproximou do Solidariedade nas eleições de 2014 no ponto de vista local e nacionalmente, onde estiveram juntos no mesmo palanque apoiando Paulo Souto para governador e Aécio Neves presidente e hoje os vereadores do partido fazem parte da bancada de sustentação e participa do governo através de Silvio Pinheiro, titular da Secretaria de Urbanismo e Transporte.

Redação CN / Fotos: Raimundo Mascarenhas



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.