bahia

segunda-feira, 18 de abril de 2016 02:16

Coité: dois homicídios e três tentativas em pouco mais de 24 horas

Enquanto fechava essa reportagem por volta de 01h55 da madrugada desta segunda, 18, foi ouvido vários disparos de arma de fogo em algum ponto da cidade, mas não obtivemos outras informações.

Motociclista foi transferido em estado grave.

O Município de Conceição do Coité que no ano passado registrou um média de quase dois homicídios por mês, esse ano 2016 segue no mesmo ritmo numa violência desenfreada, e já passa da media em relação ao ano passado, pois, 9 pessoas já foram assassinadas nos primeiros quatro meses e meio do ano.

O que ocorreu entre às 19h30 de sábado até por volta das 23h de domingo (17), mostra o quanto a violência assusta a população. A Policia registrou em pouco mais de 24 horas dois homicídios e duas tentativas de homicídio, teve ainda um homem esfaqueado que não chegou ao conhecimento da PM.

Confusão teve inicio dentro da casa e os golpes de foice ocorreu no lado de fora.

Confusão teve inicio dentro da casa e os golpes de foice do lado de fora.

O primeiro caso foi na noite de sábado, 16, quando o aposentado José Goes, 60 anos, recebeu dois golpes de foice desferido pelo próprio filho identificado como Aderlândio Goes, 20 anos, em frente da casa no Povoado de Boa Vista, distante 9 km da sede do município.

A vítima com cortes na cabeça e no pescoço foi levada em estado grave para o Hospital Português – Unidade Regional de Conceição do Coité e diante da gravidade foi transferida para o Hospital Geral do Estado – HGE.

Outro filho de “Zé Tolinha” como é conhecido o aposentado, Sérgio Goes, disse disse ao CN que seu irmão fazia uso de bebida alcoólica na hora da tentativa de homicídio e  que o mesmo já tinha jurado matar o pai. Sérgio está com um hematoma no olho esquerdo de um soco que levou do irmão na hora que feriu seu pai. Xibata como é conhecido o criminoso está foragido.

homicido na pampulha

O segundo caso de violência segundo a Polícia teve inicio na noite de sábado, quando no Bairro da Pampulha foi ouvido diversos tiros, quando o dia amanheceu no domingo, o corpo de um jovem identificado por Maurício Oliveira Alves, 22 anos, foi encontrado crivado de balas próximo a uma casa em construção. A Polícia acredita que ele foi baleado no momento dos tiros, mas só foi encontrado no dia seguinte.

Segundo informações Fulião se envolveu em roubo recentemente

Segundo informações Fulião se envolveu em roubo recentemente

O terceiro caso foi mais um homicídio, desta feita a vítima Willian de Jesus Matos, 23 anos, foi encontrado por volta das 21h numa estrada de areia da Fazenda Carimbó, com um tiro no abdômen. Ninguém soube informar quem praticou o crime. Informações que chegaram a Polícia, eram que a vítima residia no Conjunto Habitacional Mário da Caixa, na mesma região onde foi morta.

Por volta das 21h30 deu entrada no hospital com ferimento a faca, outro jovem que não teve o nome identificado, este ficou algumas horas em observação, como não teve órgão vital atingido recebeu alta na mesma noite.

Vanderley levou um tiro no pescoço.

Vanderley levou um tiro no pescoço.

O último caso da noite de domingo teve como vítima Vanderley Santos Lima, 25 anos, morador do Alto da Colina. Segundo informações, por volta das 23h quando estava chegando em casa, dois veículos de dados ignorados, sendo uma caminhonete e um carro de passeio se aproximaram dele e os ocupantes efetuaram  os disparos.

Vanderley foi socorrido por populares depois de levar um tiro na altura da garganta e diante da gravidade do ferimento foi transferido para outra unidade hospitalar em Feira de Santana ou Salvador.

De acordo com a PM, a maioria das vítimas tem algum tipo de envolvimento, seja por furto, roubo ou droga. Tenente Laerte Lopes comandante da 4ª Companhia PM/Coité  disse que tem feito um trabalho para coibir o crescimento da violência, mas que a forma como vem ocorrendo dificulta a ação. No caso da morte de Willian conhecido por “Fulião” por exemplo, ele acha que pode ter sido uma emboscada, ou seja, a vítima foi atraída para o local onde foi morta.

“Temos feito em média 10 apreensões de armas de fogo por mês, quantidade significativa, e reforçado nos finais de semana nosso policiamento, a fim de tentar evitar o crescimento da violência. Vamos continuar trabalhando para dar uma resposta satisfatória a sociedade”, garante o oficial.

Enquanto fechava essa reportagem por volta de 01h55 da madrugada desta segunda, 18, foi ouvido vários disparos de arma de fogo em algum ponto da cidade, mas não obtivemos outras informações.

Redação CN

 

 



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.