bahia

segunda-feira, 11 de abril de 2016 11:54

Criança morre após ser atingida por portão; polícia interrompe velório para investigação

Segundo informações, uma das crianças mexeu no portão que caiu e machucou a cabeça de Ana Caroline.

Foto: arquivo pessoal

Foto: arquivo pessoal

Uma criança de um ano e cinco meses morreu na tarde do último domingo (10) após ser atingida na cabeça por um portão. O acidente ocorreu quando Ana Caroline de Jesus Melo Oliveira brincava com outras crianças na área da igreja Assembleia no Parque das Mangueiras, bairro Tomba. A mãe da menina estava participando de um ensaio na igreja.

Segundo informações, uma das crianças mexeu no portão que caiu e machucou Ana Caroline. Ela foi socorrida para a policlínica do Tomba e no local, segundo familiares, a médica constatou morte por traumatismo craniano e liberou o corpo da menina para o sepultamento, porém o fato não foi informado para a polícia.

Na manhã desta segunda-feira (11) a família velava o corpo da criança, quando a polícia chegou ao local e removeu o corpo para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) para ser necropsiado. Segundo a delegada Martine Veloso, quando ocorre uma morte violenta a polícia precisa ter o conhecimento e o DPT precisa fazer a necropsia.

“Recebemos a denúncia do ocorrido e fomos ao local onde estava acontecendo o velório e lá conversei com os familiares, informando que teríamos que levar o corpo para o DPT para fazer a necropsia, por se tratar de morte violenta. O portão caiu em cima da cabeça dessa criança e ela veio a óbito. Não sei a mensagem que a policlínica passou, mas tivemos que remover o corpo para o DPT. A criança seria sepultada sem a verdadeira causa da more e seria pior, pois teríamos que fazer a exumação do corpo. É um momento muito difícil, mas eu conversei com os pais. Naquele momento eu tinha que levar o corpo para fazer a necropsia”, afirmou.

A delegada Martine Veloso destacou que quem determina a causa da morte é a Polícia Técnica. Ela informou que a médica responsável pela liberação do corpo para o sepultamento, assim como responsáveis pela policlínica, serão chamados para prestar os devidos esclarecimentos.

Acorda Cidade



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.