colunas

segunda-feira, 25 de abril de 2016 22:59

Deus e o diabo na Câmara dos Deputados – Jolivaldo Freitas

Qual dos dois passou email para o deputado dizendo que eu quero me meter neste mistifório que é este processo?

Quando o deputado federal disse que era em nome de Deus que votava pelo não, e era o primeiro voto proferido, Deus se voltou na cadeira celeste, tomado pelo susto, vez que estava assistindo ao programa de Silvio Santos no SBT e gritou:

– Hem! Eu não pedi nada a este senhor.
E Deus chamou São Pedro e o arcanjo Gabriel, pois um cuida da entrada no céu e o outro da relação de quem vai entrar e questionou:
– Qual dos dois passou email para o deputado dizendo que eu quero me meter neste mistifório que é este processo?
São Pedro ouvindo a voz trovejante do Senhor já foi dedurando o pobre arcanjo, que sendo de patente menor do que santo, tentou falar mas a voz saiu igual ao do deputado pernambucano que parecia uma vitrola desregulada e a voz subia e descia, num espasmo ridículo que parecia entregar sua atitude, quando na verdade ele estava querendo dizer que não tinha a ver com aquilo e conseguiu num último esgar dizer:
 – Senhor Deus, nada tenho a ver com isso!
E Deus, irritado, virou-se para os dois e a voz ribombava tanto que causou um imenso terremoto na escala de 7 pontos Richter no Equador que até causou a morte de uma miss do país, e disse:
– Vamos fazer o seguinte. Vou ficar apreciando a votação, enquanto vocês resolvem se querem fazer uma delação premiada. Quem me disser quem foi de verdade não precisa descer aos quintos dos infernos.
No que São Pedro respondeu assustado:
– Senhor, se ninguém aceitar a delação vai para Salvador?
Deus nada respondeu por que de repente outro deputado vociferou soltando perdigotos que batiam na câmera da TV Câmara:
– Em nome de Deus, da família e da propriedade volto sim contra os comunistas, os terroristas, os petralhas, os sem-terra, os sem-teto e os abastados beneficiários do Bolsa-Família.
– Não é volto. É voto excelentíssimo idiota! – retrucou um outro deputado, este do PT da linha elitista de Lula, Dirceu e Vaccari. O pessoal do uísque 12 anos.
Deus ficou paralisado e foi quando entrou a deputada da Paraíba dizendo que estava ali para defender o impeachment porque considerava um nojo a presidente Dilma querer colocar Lula como ministro para fugir do juiz Sérgio Moro que está em seu encalço como um perdigueiro ensandecido. Gritou a deputada usando a força do seu botox:
– Chupa querida!
E Deus viu de relance que um jovem deputado usava um botton com a cara de Fernando Henrique Cardoso e uma frase abaixo da foto que dizia: “Volta, querido”.
Deus já ia falar novamente com Pedro e com o arcanjo quando entrou a deputada Moema Gramacho falando coisas que ninguém entendia direito; mas mesmo sem ser entendida falava com tanta convicção que Deus pensou alto:
– Não entendi nada mas dou razão à ela.
E a deputada baiana Moema Gramacho se agarrou de tal forma no microfone, sem querer soltar, que foi preciso vir o garçom da Câmara dos Deputados com um abridor de lata para conseguir retirá-la, bem na hora em que ela, depois de xingar Eduardo Cunha (já tem um boneco dele sendo vendido, que é o Cunhão, que vai concorrer nas lojas com o Pixuleco), disse que só saia dali quando trovejasse.
Foi quando Deus olhou firme para São Pedro e perguntou o que ele estava esperando, já que era o responsável pelas trovoadas e relâmpagos:
– Vamos ter de apelar para Iansã, Pedro?!
E São Pedro respondeu:
– Senhor, não já basta o Brasil estar entregue nas mãos de Dilma, Temer, Cunha, Jucá e pode cair nas mãos de Lúcio e Geddel? Será o diabo!
E o diabo que estava quieto gritou lá dos quintos dos infernos:
 – Me bote fora disso. Já tenho problemas demais com o STF.


COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.