brasil

terça-feira, 19 de abril de 2016 10:32

Lula acredita que não há volta caso Senado decida afastar Dilma

Lula participa de outra reunião, com o diretório nacional do PT para avaliação do cenário.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva admitiu que, caso o Senado aprove a abertura do processo de impeachment, a presidente Dilma Rousseff dificilmente retornará ao Palácio do Planalto.

Essa constatação foi feita em reunião, segunda-feira (18), com o presidente do PT, Rui Falcão, e outros representantes de movimentos de esquerda. Caso o processo seja aprovado no Senado, Dilma é afastada por 180 dias e o cargo fica nas mãos do vice-presidente Michel Temer.
Lula admitiu ainda que considera remotas as possibilidades de impedir o prosseguimento do processo no Senado. “Colocamos a necessidade de construir uma mobilização de forma sistemática contra o golpe”, contou Guilherme Boulos, coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST).

Segundo ele, “Lula mais ouviu do que falou” durante as mais de quatro horas de reunião. Na manhã desta terça-feira (19), Lula participa de outra reunião, com o diretório nacional do PT para avaliação do cenário.

Fonte: Correio24horas



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.