bahia

quinta-feira, 28 de abril de 2016 11:04

Médica cubana com suspeita de H1N1 tem alta de hospital na Bahia

O hospital reforçou que a paciente não oferece risco de contágio, uma vez que concluiu o tratamento.

Médica teve melhor sorte que a colega que não resistiu as complicações da mesma doença

Médica teve melhor sorte que a colega que não resistiu as complicações da mesma doença

A médica cubana de 54 anos que deu entrada no Hospital do Oeste, em Barreiras, na Bahia, na quarta-feira (27), com suspeita de H1N1, recebeu alta da unidade médica na manhã desta quinta-feira (28). A mulher era colega de Clara Elisa Gonzales, outra profissional de Cuba que morreu vítima da doença.

A assessoria do hospital informou que a médica recebeu alta por já ter concluído o período de tratamento, que dura em média cinco dias. A cubana já estava sendo medicada contra H1N1 em Bom Jesus da Lapa, onde atua no Programa Mais Médicos. O hospital reforçou que a paciente não oferece risco de contágio, uma vez que concluiu o tratamento.

A outra paciente com suspeita de H1N1 no hospital, uma garota de 13 anos que também deu entrada na quarta-feira, continua no isolamento da clínica pediátrica, com quadro de pneumonia. O o quadro clínico da criança é estável.

Fonte: G1/BA



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.