bahia

quarta-feira, 27 de abril de 2016 10:55

Segunda médica cubana é tratada sob suspeita de H1N1 na Bahia

Ontem (26), a SESAB confirmou a morte de outra médica cubana por H1N1. Ela trabalhava em Bom Jesus da Lapa

Uma médica cubana está sendo tratada sob a suspeita de ter contraído a gripe H1N1, em Barreiras, no Oeste do estado. De acordo com a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), ela já estava recebendo tratamento médico por ter tido contato com a doença, mas nesta terça-feira (26) apresentou sintomas da gripe e o caso evoluiu para suspeita. O diagnóstico de H1N1 ainda não foi confirmado por laboratório e a identidade da médica não foi divulgada.

Na terça, a Sesab confirmou a morte de outra médica cubana por H1N1. Clara Elisa Gonzales Mendez trabalhava na cidade de Bom Jesus da Lapa, no Vale do São Francisco da Bahia. Ela atendia no Programa de Saúde da Família (PSF) do Hospital Carmela Dutra. Depois de ser internada no hospital municipal de Bom Jesus, ela foi transferida para o Hospital do Oeste, em Barreiras, onde morreu.

De acordo com o último balanço da Sesab, divulgado ontem, nove pessoas já morreram no estado em decorrência da doença. Ocorreram mortes em Vitória da Conquista, Salvador, Teixeira de Freitas, Ibipeba e Boquira. A procura por vacinas contra a H1N1 esgotou as doses em postos de saúde de Lauro de Freitas e na Região Metropolitana de Salvador.

A Sesab informou que já solicitou uma nova remessa ao Ministério da Saúde. A vacinação começou na cidade, na última segunda-feira (18) e a Secretaria de Saúde (Sesa) do município manteve a campanha durante o feriado de Tiradentes (21).

Fonte: Correio



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.