bahia

quinta-feira, 09 de junho de 2016 18:51

Bebê cai após o parto e morre em posto de saúde de Feira de Santana

De acordo com o pai da criança, o bebê morreu cerca de 20 minutos depois de nascer

Consultório onde o bebê caiu

Consultório onde o bebê caiu

Um bebê morreu ao nascer e cair no chão nesta quinta-feira (9), em um Posto de Saúde da Família do Limoeiro, em Feira de Santana. De acordo com o marido da gestante, Silvio de Sena, 42 anos, a mulher estava no oitavo mês de gestação e teve o parto enquanto esperava uma ambulância do Samu para ser encaminhada à uma unidade de saúde especializada.

“Ontem estive três vezes em hospitais e ela não foi atendida. Viemos no posto onde ela era acompanhada para pedir orientação à médica, porque ela estava sentindo muita dor. Minha esposa não aguentava ficar deitada. Ela sentou em uma cadeira e, logo depois, quando ela levantou, começou a gritar que o bebê estava nascendo. Ele caiu e bateu a cabeça no chão”, disse o eletricista em entrevista ao G1.

De acordo com o pai da criança, o bebê morreu cerca de 20 minutos depois de nascer. “Ainda tentaram reanimar ele [bebê], mas não teve jeito. Minha esposa viu tudo. Ela está muito abalada”, lamentou.

Silvio Sena contou que há mais de uma semana a mulher, a dona de casa Patrícia dos Santos Silva, 29 anos, sente muitas dores. Desde então, o casal esteve em unidades de saúde de Feira de Santana por várias vezes, mas ela não foi internada.

“Minha mulher teve excesso de líquido durante toda gravidez. Precisa fazer o parto cesáreo. Hoje a médica do posto de saúde [Limoeiro] que atendia ela solicitou uma ambulância para ela ir para o hospital ter um bebê, mas não deu tempo. O Samu foi chamado às 8h e só chegou 11h. O bebê nasceu umas 10h50. A médica [do posto] não teve culpa. Ela fez de tudo para ajudar”, disse.

Ainda conforme o pai da criança, a mulher foi levada, na noite de quinta-feira (8) para o Hospital da Mulher e para o Hospital Clériston Andrade, mas foi atendida e liberada. Após o parto, Patrícia foi encaminhada de volta para o Clériston Andrade. Até as 17h desta quinta-feira, ela permanecia internada na unidade. Segundo o marido, ela está assustada com o ocorrido, mas tem a saúde estável.

A diretoria do Hospital Clériston Andrade informou que a gestante foi atendida na unidade às 18h57 de quarta-feira, e liberada após ser constatado que ela não estava em trabalho de parto.

A diretoria do Hospital da Mulher informou que Patrícia deu entrada na unidade às 21h57, onde foi avaliada por uma equipe médica que constatou que a paciente apresentava perda de líquido, mas não estava em trabalho de parto. Conforme a diretoria, Patrícia foi liberada e orientada a procurar atendimento em uma unidade de alta complexidade por conta da perda de líquido.

As informações são do G1 Bahia



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.

  • + LIDAS