colunas

quarta-feira, 08 de junho de 2016 22:48

Nutrição e Saúde: Hipercolesterolemia, você sabe o que é? – Vanessa Gleizer

Pacientes com níveis elevados de colesterol apresentam um maior risco de desenvolver doenças do coração.

O que é o colesterol?

→ É um tipo de gordura encontrada em todas as células do nosso corpo. Ele é essencial para a formação das membranas das nossas células, para a síntese de hormônios, como a testosterona, estrogênio e outros, para a produção da bile, para metabolização de algumas vitaminas, entre outras. O colesterol do nosso organismo pode ser produzido pelo nosso próprio corpo e pode ser adquirido através da alimentação.

Quais os tipos de colesterol?

→As principais lipoproteinas são: LDL e o HDL. O LDL (“mau” colesterol) transporta colesterol e um pouco de triglicerídeos do sangue para os tecidos. Já o HDL (“bom” colesterol) tira o colesterol “ruim” dos tecidos e devolve para o fígado que posteriormente será excretado pelas fezes.

Quais os níveis sanguíneos ideais de colesterol?

→ O lipidograma é o exame usado para dosar essas lipoproteínas e avaliarmos os níveis de colesterol sanguíneos. O aumento dos níveis de colesterol é chamado de Dislipidemia. O ideal é que os níveis de LDL fiquem abaixo de 100mg/dL e os de HDL maior que 60mg/dL o que vai depender do sexo também.

Quais as consequências da Hipercolesterolemia?

→ Pacientes com níveis elevados de colesterol apresentam um maior risco de desenvolver doenças do coração.

O que eleva o colesterol “ruim”?

→ Os níveis de colesterol podem se elevar por alterações genéticas, elevado consumo de frituras e gordura de origem animal, através de hábitos de vida como o fumo e sedentarismo e presença de determinadas doenças como obesidade.

Quais os alimentos que contribuem para aumento dos níveis de colesterol?

→ Uma dieta rica em alimentos gordurosos, carne vermelha gorda, frituras, manteiga, banha, leite integral, queijos gordurosos, moqueca, entre outros alimentos.

Qual o tratamento da hipercolesterolemia?

→ Uma dieta balanceada rica em frutas, legumes, verduras, grãos e cereais integrais (arroz integral, feijão, lentilha, aveia, farelo de trigo), carnes magras, óleos vegetais como azeite de oliva extra virgem, abacate e castanhas, prática de exercícios físicos regulares e perda de peso. O exercício físico regular ajuda a elevar o HDL e a diminuir o LDL.

Procure um profissional nutricionista para melhor orientá-lo e tratá-lo.

Vanessa Gleizer

Nutricionista Clínica Funcional. Graduada pela UNEB. Pós-graduada em Nutrição Clínica Funcional pela VP Consultoria Nutricional. Realiza Atendimento Nutricional em consultório nas Cidades de Salvador e Riachão do Jacuípe.

Instagram: @vanessagleizer

Facebook: www.facebook.com/vanessagleizernutricaopersonalizada



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.

  • + LIDAS