saude

segunda-feira, 22 de agosto de 2016 17:07

Conheça as principais causas da alergia na pele

As alergias de pele são dermatites não contagiosas, portanto, não há nenhum problema em partilhar objetos ou roupas, conviver ou tocar na pele do paciente.

Foto: ilustração

Foto: ilustração

A pele é um dos órgãos mais frequentemente acometidos por processos alérgicos. Existem diversas causas para alergia na pele, mas todas elas costumam se apresentar com duas características: rash cutâneo (manchas ou placas avermelhadas na pele) e intensa coceira.

As alergias de pele são dermatites não contagiosas, portanto, não há nenhum problema em partilhar objetos ou roupas, conviver ou tocar na pele do paciente. Vamos resumir as principais causas de alergia na pele:

Urticária

A urticária é uma lesão de pele, avermelhada, em placas e com relevo, que provoca intensa coceira. A urticária costuma ser causada por processos alérgicos, podendo ser desencadeada por remédios, alimentos, picada de abelha ou contato com substâncias, tais como tintas, látex, pólen, saliva de animais, etc.

A urticária de origem alérgica costuma surgir minutos depois do contato com o alérgeno (nome dado à substância desencadeadora da alergia). O fato de você já ter tido contatos prévios com uma substância sem nunca ter apresentado sinais anteriores de alergia não significa que você não possa vir a desenvolver urticária após o uso da mesma. Por exemplo, o paciente pode apresentar urticária após o uso de um antibiótico, como a amoxicilina, mesmo este já tendo sido previamente utilizado em situações clínicas anteriores. Muitas vezes, o paciente usa um medicamento ou consome um alimento por anos e, de um dia para o outro, passa a apresentar alergia ao mesmo.

A urticária não alérgica também pode surgir por estímulos físicos, como calor, frio, exercício físico ou pressão sobre a pele. Existem também casos de urticária crônica, que duram mais de 6 meses e podem não apresentar uma causa clara.

Angioedema

O angioedema tem a mesma origem da urticária, mas é uma forma de alergia mais grave, pois acomete as camadas mais profundas da pele e também as mucosas, podendo provocar inchaço dos lábios, língua, olhos e das vias respiratórias.

O angioedema é uma quadro perigoso que pode levar à dificuldade respiratória por edema de glote ou asma grave, podendo ainda evoluir para choque anafilático.

O angioedema apresenta maior risco de surgir em pessoas com história de urticária, que são reexpostas à substância a qual elas são alérgicas.

Qualquer pessoa com quadro de urticária associado à edema dos olhos ou dos lábios deve procurar atendimento médico prontamente, pois o angioedema pode evoluir para anafilaxia rapidamente.

Dermatite

A dermatite de contato é uma forma de irritação da pele causada pelo contato direto de uma substância com a mesma. Existem duas formas de dermatite de contato. A mais comum é aquela causada por contato da pele com substâncias naturalmente irritantes. A segunda forma é o contato da pele com substâncias na qual o paciente é alérgico. São, geralmente, substâncias que não provocam reação na pele da maioria das pessoas, como é o caso de luvas de látex ou de detergentes.

Entre as causas mais comuns da dermatite de contato podemos citar:

– Bijuterias (principalmente as que contêm metais como níquel, cromo e cobalto).
– Ouro.
– Timerosal (antiga fórmula do Mertiolate).
– Hera venenosa.
– Antibióticos tópicos, como bacitracina, neomicina ou sulfadiazina de prata.
– Látex.
– Hidrocortisona tópica.
– Perfumes e cosméticos.
– Borracha.
– Couro.
– Esmaltes.
– Sabonetes.
– Álcool.

Os sintomas da dermatite de contato são um rash, que pode tanto coçar (forma alérgica), quanto arder (forma irritativa). Pequenas bolhas e rachaduras da pele também podem surgir. O rash da dermatite de contato tende a ficar restrito às áreas que entraram em contato com a substância nociva.

Na maioria dos casos, a dermatite desaparece após alguns dias, caso o paciente não tenha mais contato com a substância que desencadeou o rash. Loção de calamina pode ser usada, pois ajuda a “acalmar” a pele. Nos casos de reação mais intensa, pomadas com corticoides podem ser necessárias.

Dermatite atópica

A dermatite atópica, também chamada de eczema atópico, é uma lesão de pele, tipo rash, muito comum em crianças, que surge habitualmente em áreas de dobras, como a fossa poplítea (parte de trás dos joelhos), pescoço e fossa cubital (parte de trás dos cotovelos). Nos bebês, a face é uma área comumente atingida.

As causas da dermatite atópica são desconhecidas, mas é provável que haja uma combinação entre pele ressecada e irritada com defeitos do sistema imunológico. Estresse psicológico pode agravar as lesões. Apesar de aceito por muitos anos, atualmente, a relação entre dermatite atópica e outros processos alérgicos, como urticária, asma e rinite tem sido questionada.

Em cerca de 85% dos casos, a dermatite atópica surge dentro dos primeiros 5 anos de vida. O rash da dermatite atópica é um eczema pruriginoso, frequentemente, com aspecto de placas escamosas, espessas e escurecidas.

O eczema atópico é uma condição crônica, com períodos de melhora alternados com fases de agravamento do rash. Cerca de 40% das crianças deixam de ter a doença espontaneamente ao chegarem à vida adulta. No restante dos casos, esta dermatite não tem cura, permanecendo pelo resto da vida. A boa notícia é que há tratamento e ele é bastante efetivo no controle do eczema.

Picadas de mosquito

Picadas de mosquitos são causas comuns de alergia na pele. Assim que somos picados, logo antes de sugar o nosso sangue, os mosquitos injetam a sua saliva, que tem ação anticoagulante, impedindo que o sangue sugado coagule. É a saliva do mosquito que costuma causar as reações alérgicas nas pessoas. Na maioria dos casos, a reação à picada é pequena e localizada, sendo o sintoma mais habitual uma pequena elevação avermelhada na pele com intensa coceira.

Os sintomas da picada costumam surgir dentro de 20 minutos e podem demorar até 2 dias para desaparecerem. Quanto mais sensível a pessoa é à saliva do mosquito, mais extensa e mais intensa costuma ser a reação à picada.

Algumas pessoas pessoas apresentam uma sensibilidade maior que o normal às picadas de mosquito, desenvolvendo um quadro chamado prurigo estrófulo. São pessoas que, após uma única picada, desenvolvem várias lesões avermelhadas e pruriginosas, como se tivessem sido atacadas por vários mosquitos ao mesmo tempo em diferentes partes do corpo. No prurigo estrófulo, as lesões podem duram até 1 mês.

Dermatite seborreica

A dermatite seborreica, também chamada de eczema seborreico, é uma doença da pele bastante comum e que coça muito. Esta forma de dermatite é uma inflamação crônica que surge em áreas da pele que contêm grande número de glândulas sebáceas.

Apesar de parecer muito com outras dermatites de origem alérgica, com rash em placas e muita coceira, a dermatite seborreica não é exatamente uma alergia de pele, apesar de, aparentemente, ser causada por uma reação dos sistema imunológico à presença de um tipo de fungo na pele.

M.D Saúde



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.

%d blogueiros gostam disto: