brasil

terça-feira, 27 de setembro de 2016 18:15

Sombra, acusado pela morte de Celso Daniel, morre em São Paulo

Celso Daniel foi sequestrado no dia 18 de janeiro de 2002, quando saía de um jantar com Sombra, que não foi levado pelos bandidos

Foto: reprodução TV Globo

Foto: reprodução TV Globo

O empresário Sérgio Gomes da Silva, o Sombra, que foi acusado pelo Ministério Público pela morte do ex-prefeito de Santo André, Celso Daniel, morreu na manhã de hoje (27) na capital paulista. Sombra estava internado desde o dia 22 de setembro no Hospital Montemagno e faleceu por volta das 6h30. A assessoria de imprensa do hospital não informou a causa da morte.

Celso Daniel foi sequestrado no dia 18 de janeiro de 2002, quando saía de um jantar com Sombra, que não foi levado pelos bandidos. O prefeito ficou em um cativeiro, em Juquitiba, próximo à Rodovia Régis Bittencourt, que liga São Paulo ao Sul do país, e dois dias depois foi executado com oito tiros.

Sérgio Gomes da Silva foi acusado pela morte de Celso Daniel em um processo que tramitou em Santo André (SP). Na época, o Ministério Público argumentou que Sombra mandou matar o prefeito porque ele teria descoberto que o esquema de corrupção que existia na prefeitura de Santo André não estava favorecendo apenas o caixa 2 do PT, mas também estava servindo para enriquecimento próprio de membros do esquema, com o qual o prefeito não concordava. No entanto, Sombra nunca foi julgado pela morte de Celso Daniel. Em 2014, o Supremo Tribunal Federal (STF) anulou a ação penal contra o empresário.

Fonte: Agência Brasil



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.