bahia

quinta-feira, 27 de outubro de 2016 09:03

Autoescolas terão que instalar sistema de monitoramento em veículos para aulas práticas

A portaria N.° 1593 de 14 de outubro de 2016, publicada no Diário Oficial do Estado, tornará obrigatória a utilização do Sistema Eletrônico de Monitoramento.

Tirar habilitação para a categoria B, C, D e E ficará ainda mais caro a partir do ano que vem. É que as autoescolas terão que instalar um sistema de monitoramento nos veículos usados nas aulas práticas e obviamente repassarão os custos para os alunos.

A portaria N.° 1593 de  14 de outubro de 2016, publicada no Diário Oficial do Estado, tornará obrigatória a utilização do “Sistema Eletrônico de Monitoramento, Anotação, Transmissão e Recepção dos Relatórios de Avaliação de Aula Prática de Direção Veicular”, nas autoescolas da Bahia.

De acordo com Kelly Mota Teixeira, delegada regional de Feira de Santana do Sindicato das Autoescolas e Centros de Formação de Condutores do Estado da Bahia (Sindauto), o monitoramento das aulas vai garantir que o aluno de fato pratique as aulas de direção, uma vez que ele será filmado o tempo todo. O exame prático consequentemente será filmado, evitando desta forma as fraudes. “O aluno também poderá solicitar ao órgão para ver as imagens e saber qual erro cometeu”, disse Kelly Mota. Segundo ela, a empresa que implantará o sistema em todas as autoescolas do estado será licitada.

O proprietário de uma autoescola da cidade, Anderson Evangelista, diz que a mudança deve gerar custos para os centros de formação, os quais deverão ser repassados aos consumidores. Ele afirma que atualmente para se tirar a habilitação custa em torno de R$ 1.800 e as pessoas acham o valor ‘salgado’, principalmente por conta da crise financeira.

Ele informa que o processo para instalação dos equipamentos nos veículos será feito por etapa. “A primeira estava prevista para as Ciretrans de Salvador, Alagoinhas, Simões Filho e Camaçari, do dia 1º de outubro, que já passou, e a conclusão até 31 de dezembro. A segunda etapa será para as Ciretrans de Santo Amaro, Feira de Santana, Santo Antônio de Jesus, Valença, Conceição do Coité, Serrinha, Amargosa, Cachoeira e Cruz das Alves, com início em 1º de janeiro a 31 de março de 2017”, explicou Anderson Evangelista.

Acorda Cidade



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.