brasil

segunda-feira, 31 de outubro de 2016 15:31

Incêndio atinge local próximo a APA na Chapada Diamantina

Brigadistas começaram trabalho de combate nesta segunda-feira (31).

Foto: reprodução

Foto: reprodução

Um incêndio de grandes proporções atinge uma área de mata do distrito de Mato Grosso, que pertence à Rio de Contas, na Chapada Diamantina. De acordo Secretaria do Meio Ambiente do município, o fogo foi percebido por moradores no final da tarde de domingo (30), em um local próximo à Área de Preservação Ambiental (APA) Serra do Barbado.

Equipes de brigadistas começaram o trabalho de combate às chamas na manhã desta segunda-feira (31). Parte do incêndio foi controlada, no entanto, em voo pela região, os brigadistas identificaram que outra área foi atingida. Conforme a secretaria, o trabalho para debelar as chamas continua e um helicóptero também na operação. Ainda não há informações sobre a extensão atingida pelo fogo.

O local já foi atingido pelo fogo em outras ocasiões, uma delas foi no ano de 2011. Ainda não há suspeitas do que provocou o incêndio. Conforme a Secretaria do Meio Ambiente de Rio de Contas, técnicos do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Bahia (Inema) devem ir ao local para fazer perícia e assim identificar as causas do incêndio. O G1 entrou em contato com a Secretaria do Meio Ambiente da Bahia (Sema), que ficou de verificar se o Inema já tomou conhecimento da situação.

Grave incêndio em 2015
Cinquenta e um mil hectares de vegetação foram devastados pelo fogo em três meses, no ano de 2015, na região da Chapada Diamantatina. O número equivale a aproximadamente 3.500 estádios do Maracanã. Do total, 15 mil hectares atingidos pelas chamas ficam dentro do Parque Nacional, que é uma Área de Preservação Ambiental (APA) que abrange seis municípios.

O dado foi divulgado pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema) e corresponde ao período entre 11 de setembro e 4 de dezembro. À época do ocorrido, a destruição de orquídeas, a morte de animais e impacto sobre nascentes foram apontados como as principais consequências do incêndio. No período, as trilhas para as cachoeiras da Fumaça, no Vale do Capão, e a do Buracão, em Ibicoara, chegaram a ser fechadas por conta das chamas.

G1.com

 



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.