nordestina

terça-feira, 11 de outubro de 2016 23:13

Mais dois homens citados como agressores de comerciante de Nordestina dão suas versões

Segundo eles Rivinha faltou com a verdade em depoimento na delegacia

Na semana passada enquanto um grupo comemorava a vitória do seu candidato na cidade de Nordestina, aconteceu um desentendimento envolvendo algumas pessoas do grupo e o comerciante do ramo de farmácia Rival Andrade, conhecido por Rivinha, que segundo ele teria sido provocado e depois agredido dentro de seu estabelecimento comercial. O caso foi parar na Delegacia onde Rivinha prestou queixa. Em entrevista ao Calila ele citou a participação de três pessoas como agressores: Darlan Mecânico, Lelo e João Paulo.

No último fim de semana Darlan manteve contato com a redação do CN e deu sua versão para o caso, assim fizeram Lelo e João Paulo nesta terça-feira (11)

João Paulo

“Tudo comecou quando Sr Rivinha atravessou a rua para me dizer palavras de baixo calão testemunhado por todos ali presente. Só pelo simples motivo de estar com o som ligado comemorando a Vitória de nosso candidato.
Há muitas mentiras em seu depoimento,começando com a Polícia sendo omissa. Ora, se a Polícia estava lá como pode ser omissa. Não houve agressões como ponta pés enforcamento,ameaça com arma de fogo etc.
Tudo isso poderá ser comprovado através das câmeras instaladas no seu estabelecimento comercial e testemunhas presentes.  A verdade é que vivemos uma comemoração e ele custa aceitar a derrota e acha que tudo é provocação.
Estou aqui no meu endereço de sempre para esclarecimento de qualquer duvidada compartilhando sempre com a verdade nada mais que a verdade.”

José Aurélio (Lelo)

“A respeito da acusação do senhor Rivail conhecido como popular Rivinha da Farmácia. Venho a esclarecer que dia 06 de outubro 2016, quinta feira , estávamos em uma comemoração.Eu,João Paulo e Darlan e demais amigos, estávamos soltando fogos e ouvindo as músicas da nossa campanha, quando o senhor Rivinha se direcionou a gente, com agressões verbais ao João Paulo ,nesse momento eu fui tentar amenizar a situação, mas em nenhum momento toquei no senhor Rivinha. Nao agredir ele fisicamente,tenho provas, pelo contrário, eu amenizei a situação .Em nenhum momento, toquei nele fisicamente,tenho várias testemunhas se preciso for. E irei entrar com uma ação aqueles que levantaram falsas calúnias ao meu respeito. Volto a dizer que o senhor Rivail tenha provas que agredir fisicamente, pois irei entrar com uma ação”.



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.

%d blogueiros gostam disto: