bahia

quinta-feira, 24 de novembro de 2016 17:52

Explosão de gás causou incêndio que matou 9 em farmácia

Delegada disse que não é possível detalhar que tipo de gás causou explosão.

farmaci

O incêndio que deixou 9 pessoas mortas e 14 feridas em uma farmácia na quarta-feira (23), em Camaçari, na região metropolitana de Salvador, foi causado por uma explosão de gás. A informação foi confirmada nesta quinta-feira (24) pela delegada Taís Siqueira, titular da 18° Delegacia Territorial (DT/Camaçari), durante uma coletiva no Prédio Sede da Polícia Civil, na capital baiana. Também participaram da coletiva representantes das polícias Militar e Técnica, além do Corpo de Bombeiros.

“Não foi só um incêndio. Foi uma explosão de gás que causou um desabamento de laje e depois um incêndio”, relatou Siqueira.
De acordo com a delegada, apesar da confirmação da motivação do acidente, ainda não é possível detalhar que tipo de gás causou a explosão, porque a situação é recente e a perícia ainda está em andamento no local.

Conforme a delegada, em depoimento, a vítima relatou que estava almoçando no primeiro andar do prédio, local onde estava sendo realizada uma obra de manutenção por conta de infiltrações, quando, às 13h35, desceu para começar a trabalhar. Segundo a delegada, a mulher contou que assim que chegou no caixa onde iria começar o expediente, houve a explosão e o incêndio começou.

Ainda de acordo com a delegada Taís Siqueira, outras pessoas, entre sobreviventes e responsáveis pela empresa e pela obra, que acontecia há quase 30 dias, também deverão ser ouvidas ao longo das investigações. O inquérito já foi instaurado e deve ser concluído após a finalização dos laudos periciais e identificação das vítimas mortas.

Identificação
De acordo com o perito Mário Câmara, que é diretor do Instituto Médico Legal e também estava na coletiva desta quinta-feira, o processo de identificação dos corpos de todas as 9 vítimas da tragédia deve ser demorado devido à intensidade das queimaduras. “Estão muito estragados”, disse.
Segundo o perito, inicialmente, apenas o corpo de uma mulher foi identificado e liberado para a família. Dos outros corpos, sete também são femininos e, conforme o perito, entre eles, está o de uma menina de 9 anos e o da mulher encontrada abraçada a ela. O nono corpo ainda não teve o sexo identificado.

Câmara informou que todos os corpos possuem sinais de traumas causados pela explosão e pela queda da laje. De acordo com o perito, a identificação deve ser tentada pela arcada dentária ou pelas digitais das vítimas. Caso não seja possível, precisará ser feito o exame de DNA, que é mais demorado.

Luto
Por conta da tragédia, a prefeitura de Camaçari decretou luto oficial de sete dias na cidade. Por meio de nota, a Câmara de Vereadores lamentou o caso. “O município inteiro está abalado com a situação, que tocou o coração e entristeceu a todos”, disse a instituição por meio de nota.
A rede Pague Menos também se pronunciou por meio de nota e disse que lamenta o incidente ocorrido no estabelecimento e que está prestando apoio e assistência às famílias e vítimas do acidente.

Informou ainda que providenciou a remoção dos feridos para o Hospital Geral do Estado e Hospital Teresa de Lisieux, ambos em Salvador. Parte da diretoria e psicólogas da companhia estão na cidade para dar suporte às famílias dos clientes e funcionários, além de custear todas as despesas.Segundo a delegada, até então, apenas uma pessoa que sobreviveu ao acidente foi ouvida, uma das funcionárias da farmácia, que trabalhava no caixa do estabelecimento e havia acabado de começar a trabalhar no momento da explosão.

G1.com



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.