educacao

segunda-feira, 21 de novembro de 2016 15:39

Secretaria da Educação do Estado divulga projetos selecionados para a FECIBA; alunos de Valente entre os contemplados

Alunos do Colégio Estadual César Borges, Valente – BA apresentou o amplificador de voz de baixo custo, para professor da rede pública de ensino.

Foto: Divulgação ; SEC

Foto: Divulgação ; SEC

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia divulgou, nesta segunda-feira (21), a lista com os 160 projetos selecionados para a 6ª Feira de Empreendedorismo, Ciência e Inovação da Bahia 2016 (FECIBA), apresentados por estudantes dos Ensinos Fundamental e Médio da rede estadual. A novidade é que a FECIBA apresenta, nesta edição, as temáticas de inovação e tecnologia, graças à inserção de projetos de intervenção social, de baixo custo e que beneficiam a sociedade. A feira visa promover o protagonismo estudantil, dinamizando o ambiente escolar a partir do estudo das Ciências em sala de aula.

Outra novidade é que dez projetos selecionados para a FECIBA – que deverá ser realizada no início do próximo ano letivo – irão receber bolsas de iniciação científica do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq),  no âmbito do Programa Ciência na Escola, da Secretaria da Educação do Estado da Bahia. Estes projetos serão apresentados nos dias 5 e 6 de dezembro, no Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador, para as comunidades escolar e científica.

 Relevância Social – Estes projetos se destacam pelo alcance social. Trata-se, na maioria, de tecnologias sociais aliadas à inovação. Os projetos abordam questões como soluções para adubação na Agricultura Familiar, de plantas e equipamentos usadas no combate ao Aedes aegypy e de matriz energética. Também revelam instrumentos para corrigir a postura e ajudar a amplificar a voz dos professores e incluem ainda temas como gênero, sexualidade, preconceito e motivação juvenil (veja lista abaixo).

A coordenadora do programa Ciência na Escola, Shirley Costa, ressalta que a inclusão do empreendedorismo e a inovação para o incentivo do desenvolvimento social e tecnológico de projetos em sala de aula motivaram uma mudança de comportamento dos estudantes, que passaram a ficar com mais interesse e envolvidos nessa fase de iniciação científica. “Com isso, eles observam a comunidade em que vivem e se envolvem mais socialmente, com uma visão crítica do mundo. Então, eles não só apontam os problemas, como buscam as soluções para resolvê-los, através do conhecimento adquirido na escola que, nessa perspectiva, cumpre o seu papel de formar cidadãos críticos, conscientes, atuantes e transformadores da realidade da comunidade em que vive”, avalia.

A ideia é que os projetos da FECIBA sejam patenteados. “Estamos buscando parcerias junto à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado da Bahia, na perspectiva de acompanhamento dos projetos, dentro de um aporte educacional empreendedor”, acrescenta Shirley Costa.

 Critérios de avaliação – Os projetos submetidos à avaliação para participarem da 6ª FECIBA passaram por critérios como Aplicação do Método Científico (descrição da situação-problema com clareza e demonstrar que a solução é viável para solucioná-la); Aplicação do Método de Engenharia (descrição com clareza sobre o objetivo do projeto e se esse objetivo é importante para solucionar a situação-problema identificada) e Relevância Social (avalia se o projeto tem potencial para transformar a realidade da comunidade em que o aluno vive e se é passível de ser colocado em prática). Criatividade/Inovação; Profundidade; Apresentação oral / Clareza; Habilidade; Relatório (projeto desenvolvido) e Organização do estande também contaram na classificação.

Retrospectiva – Em 2015, mais de 870 projetos, de 544 escolas, foram submetidos à FECIBA. Um dos projetos apresentados na FECIBA – ‘Fortalecimento da identidade negra e quilombola em Antônio Cardoso/Bahia’ – teve destaque nacional e internacional. Idealizado pelas estudantes da rede estadual Beatriz Pereira e Thayná Almeida, o projeto ficou em primeiro lugar na Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE). Como reconhecimento, as estudantes viajaram aos Estados Unidos para representar o Brasil no International Science and Engineering Fair (Intel ISEF). Neste evento, o projeto recebeu distinção da Organização dos Estados Americanos (OEA).

Projeto selecionados para bolsa do CNPq – FECIBA

 Estudo da química do solo – O uso de agrotóxicos na agricultura familiar miguelense: uma relação entre PIBIC e escola. Colégio Estadual Aldemiro Vilas Boas, São Miguel das Matas – BA. Professor orientador: Alaércio Moura Peixoto de Jesus. Estudantes: Jade Aisline Sousa dos Santos e Leandro Andrade Santos, 2º ano. Área temática: Ciências Biológicas.

 Toxidade de plantas medicinais em larvas do mosquito Aedes aegypti. Colégio Estadual Geovânia Nogueira Nunes, Itatim-BA.  Professor orientador: Karine Najla Souza de Jesus. Estudantes: Cristiana Aparecida Nogueira Couto e Noemy de Souza Queiroz, 2º ano. Área temática: – Ciências Biológicas

Dispositivo alertador da má postura (DAMP). Colégio Estadual Antônio Batista, Candiba-BA. Professor orientador: Roberta Marla Costa de Oliveira. Estudantes: Eduardo Fernandes Costa e Márcio Reis Barros, 2º ano. Área temática: Ciências Exatas e Engenharia

Voice Amplifier: Amplificador de voz de baixo custo, para professor da rede pública de ensino. Colégio Estadual César Borges, Valente – BA. Professor orientador: Cristiane Maria de Freitas Ribeiro. Estudantes:  Ilana Macedo de Jesus e Laíce Araújo Lopes, 2º ano. Área temática: Ciências Exatas e Engenharia

 Fatores que influenciam no aspecto motivacional dos adolescentes. Colégio da Polícia Militar Antônio Carlos Magalhães, Itabuna – BA. Professor orientador: João Gabriel Costa Oliveira Silva. Estudantes:  Raquel dos Santos Mangabeira e Silas Carvalho Reis, 1º ano. Área temática: Ciências Exatas e Engenharia.

 LGBTfobia na escola. Colégio Estadual Aldemiro Vilas Boas, São Miguel das Matas – BA. Professor orientador: Fernanda Jaqueline de Jesus Pereira. Estudantes: Tainá dos Santos e Mayane Andrade Barbosa, 2º ano. Área temática: Ciências Humanas.

Regador de plantas instantâneo anti-dengue. Escola Estadual Professor Ignácio Lunelli, Salvador – BA. Professor orientador: Vânia Alves de Oliveira. Estudantes: Bruno de Jesus Santos e Bruno Muniz Silva Souza, 8ª série. Área temática: Ciências Humanas.

Uauá 90 anos: antes e depois. Colégio Estadual Senhor do Bonfim, Uauá – Ba. Professor orientador: Silvia da Silva Cardoso. Estudantes: Michele Araujo de Souza  e Rayane Vitória Ribeiro da Silva,  6ª série. Área temática: Divulgação Científica.

 Energia alternativa: a energia eólica. Colégio Estadual Costa e Silva, Tanhaçu – BA. Professor orientador: Simone Soares Aroeira. Estudantes: Daniel Caires Lisboa Silva e Lucas Magalhães Cardoso, 1º ano. Área temática: Divulgação Científica.

 A matriz energética no Estado da Bahia: análise do potencial nuclear x potencial hidrelétrico. Colégio Estadual Ernesto Carneiro Ribeiro, Feira de Santana – BA. Professor orientador: André Bastos da Silva. Estudantes: Rodrigo Damasceno Sampaio e Evelin Tais da Silva Costa, 1º ano. Área temática: Energia e Sustentabilidade.



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.

%d blogueiros gostam disto: