educacao

quarta-feira, 09 de novembro de 2016 10:21

Senai abre inscrições para cursos técnicos com bolsas para quem fez o Enem

Também os cursos técnicos EAD de automação industrial, manutenção e suporte à Informática e de redes de computadores.

O Senai Bahia, através do edital 2017.1, está com as inscrições abertas para os cursos técnicos. Das vagas ofertadas, há mil bolsas integrais destinadas aos candidatos que fizeram Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) entre os anos de 2012 a 2015 e tiveram média geral a partir de 550 pontos. Para este caso, as inscrições serão até o dia 30 de novembro.

om base em estudos e na demanda das indústrias da região, a unidade do Senai em Feira de Santana está ofertando os cursos técnicos presenciais de edificações, eletromecânica, eletrotécnica, informática, logística, manutenção automotiva, química, refrigeração e climatização e de segurança do trabalho. Também os cursos técnicos EAD de automação industrial, manutenção e suporte à Informática e de redes de computadores.

As inscrições são online e sem prova até o dia 20 de dezembro deste ano, através do site www.tecnicosenai.com.br. Vale lembrar que para concorrer à bolsa integral, através da pontuação do Enem, as inscrições vão até dia 30.

Pesquisa

O Senai intensificará a oferta de cursos técnicos a partir de 2017 em virtude da pesquisa realizada pelo Diretório Nacional do SENAI, divulgada no dia 19 de outubro no site da Confederação Nacional das Indústrias (CNI), em que foi apresentado o Mapa do Trabalho Industrial, no qual revelou que a indústria brasileira, para voltar a crescer e se manter competitiva no mercado nacional e internacional, precisará de mais de 13 milhões de profissionais formados em ocupações industriais entre os anos de 2017 até 2020. Dentro desse quantitativo, as indústrias da região Nordeste precisarão de 247.539 profissionais técnicos formados e 62.401 com nível superior, além de mais de um 1,5 milhão de trabalhadores com cursos de qualificação.

Esse estudo revelou que a formação desse exército de mão de obra qualificada e especializada até 2020 será o maior desafio que o setor industrial, Governo e sociedade terão, tendo em vista que no Brasil a educação profissional ainda é escolha de poucos ao comparar com o índice de matrícula nessa área de seis países europeus cujas indústrias estão entre as mais competitivas do mundo. De acordo com os dados de 2013, enquanto no Brasil apenas 11,1% dos alunos foram matriculados em escolas técnicas, na Áustria foram 76,8%, na Finlândia 69,7%, Alemanha 51,5%, Espanha 44,6%, França 44,3%, Portugal 38,8% e Reino Unido 32,1%.

De acordo com essa pesquisa, as áreas de formação com maior demanda por técnicos pelas indústrias brasileiras são: Meio Ambiente e Produção; Metalmecânica; Energia; Tecnologias de Informação e Comunicação; Construção Civil; Petroquímica e Química.

Acorda Cidade



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.